Leia também:
X Homem com arco e flecha deixa ao menos 5 mortos na Noruega

ONU faz ‘vista grossa’ e não deve enviar missão eleitoral à Venezuela

Órgão afirmou que não houve pedido oficial para envio de fiscais para acompanhar processo eleitoral

Pleno.News - 13/10/2021 22h02 | atualizado em 14/10/2021 09h39

Presidente da Venezuela Nicolás Maduro venceu as últimas eleições sob a acusação de fraude eleitoral Foto: EFE/Miraflores Press

As Nações Unidas não planejam enviar uma missão de observação eleitoral à Venezuela para os pleitos municipais e regionais de 21 de novembro, por não haver uma solicitação oficial.

O porta-voz do secretário-geral da entidade, Stéphane Dujarric, disse nesta quarta-feira (13), em entrevista coletiva, que “não tem conhecimento de tal pedido”, ao contrário de nas eleições anteriores.

– A fim de prestar assistência eleitoral, normalmente precisamos de algum tipo de mandado legislativo, e não tenho conhecimento de qualquer pedido recente – enfatizou.

Por outro lado, a União Europeia (UE) enviará uma missão de observação às eleições venezuelanas, convidada pelo Conselho Nacional Eleitoral, embora esta missão já tenha gerado críticas por parte do governo de Nicolás Maduro, que duvida da sua imparcialidade.

– Só posso recordar que a missão respeita plenamente os princípios de imparcialidade, objetividade e independência – disse na terça-feira (12) o porta-voz das Relações Exteriores da UE, Peter Stano.

*EFE

Leia também1 Painel da ONU rejeita denúncia de Greta Thunberg contra Brasil
2 EUA exigem que Cuba respeite direitos após proibição de ato
3 Guedes rebate previsão do PIB do Brasil: 'O FMI vai errar de novo'
4 Ex-funcionária do Facebook diz que sentia ter 'sangue nas mãos'
5 Ator que fez Capitão Kirk vai ao espaço em cápsula de Jeff Bezos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.