Leia também:
X EUA: Joe Biden oferece ajuda após desabamento em Miami

OMS volta a criticar o passaporte Covid e lamenta desigualdade

Entidade defende que a medida não seja imposta se as vacinas não estiverem disponíveis a uma grande parte da população global

Pleno.News - 25/06/2021 16h28 | atualizado em 25/06/2021 16h29

Diretor da OMS Mike Ryan Foto: EFE/ Salvatore Di Nolfi

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reiterou nesta sexta-feira (25) sua oposição aos chamados “passaportes Covid”, que na prática limitam a possibilidade de viajar a pessoas não vacinadas, e acrescentou que esta medida não deve ser posta em prática se as vacinas ainda não estiverem disponíveis a uma grande parcela da população global.

– A imposição dessa exigência representa uma dupla desigualdade, já que indivíduos de países sem acesso às vacinas teriam dificuldade para se deslocar – disse em entrevista coletiva o diretor de Emergências Sanitárias da OMS, o irlandês Mike Ryan.

O especialista deu como exemplo a vacina contra a febre amarela, que é necessária para entrar em determinados países onde é endêmica, “porque há acesso universal às doses, e a preços baixos”.

– Se forem ordenadas restrições à viagem de indivíduos, deve-se ao menos tentar que seja com algumas condições de igualdade de acesso às vacinas – destacou Ryan.

Por sua vez, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, acrescentou que a diferença no acesso às vacinas (principalmente entre países desenvolvidos e em desenvolvimento) “fez com que alguns lugares já conseguissem abrir suas sociedades, enquanto outros continuam enfrentando graves crises com um aumento acentuado de casos”.

– O planeta inteiro está cansado de medidas de prevenção, mas enquanto os cidadãos dos países desenvolvidos já lotam as ruas e restaurantes, no resto do mundo os confinamentos continuam – lamentou Tedros.

*EFE

Leia também1 Covid: 1° caso pode ter ocorrido na China em outubro de 2019
2 OMS: Variante Delta se espalha entre populações vacinadas
3 AstraZeneca e Sputnik reduzem mortes em 80% com uma dose
4 Sintomas da Covid mudaram após variantes, alerta estudo
5 Brasil recebe 1º lote de vacinas doadas pelos Estados Unidos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.