Leia também:
X Cazaquistão: Presidente autoriza polícia a ‘atirar para matar’ manifestantes

OMS diz que Ômicron é mortal e não deve ser considerada branda

Variante está provocando "tsunami de casos" ao redor mundo, apontou Tedros Adhanom

Thamirys Andrade - 07/01/2022 13h14 | atualizado em 07/01/2022 13h44

Tedros Adhanom
Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS Foto: EFE/EPA | Denis Balibouse / Pool Maxppp Out

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, destacou que a variante Ômicron do novo coronavírus não deve ser considerada branda. Segundo ele, o “tsunami de casos” provocado pela nova cepa está deixando mortos em todo o mundo e sobrecarregando sistemas de saúde.

– Embora a Ômicron pareça ser menos grave em comparação com a Delta, especialmente entre os vacinados, isso não significa que ela deva ser classificada como branda. Assim como as variantes anteriores, a Ômicron está hospitalizando e matando pessoas. Na verdade, o tsunami de casos é tão grande e rápido que está sobrecarregando os sistemas de saúde em todo o mundo – declarou Tedros.

Segundo a OMS, o número de casos de coronavírus ao redor do mundo saltou 71% somente na última semana. Nas Américas, o crescimento foi de 100%.

A entidade alerta que a nova cepa é mais resistente a vacinas, mas que a imunização continua sendo muito importante para evitar casos graves da doença. Segundo os dados da organização, 90% das hospitalizações correspondem a pessoas não vacinadas.

Tedros também frisou a desigualdade na distribuição de vacinas e disse que o planeta teria doses para toda a população adulta no ano de 2022 se as nações ocidentais não as reservassem para suas campanhas de reforço.

Na última quarta-feira (5), o mundo bateu um novo recorde de casos de coronavírus, com 2,59 milhões de infecções em 24h.

Leia também1 Médico: "Haverá a necessidade de revacinação de crianças"
2 Queiroga cita possibilidade de reduzir isolamento para 5 dias
3 1ª morte no Brasil pela variante Ômicron é registrada em Goiás
4 Covid-19: Vacinação de crianças será feita sem prescrição médica
5 Modelo revela sofrer "sintoma aleatório" após pegar Covid-19

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.