Leia também:
X EUA: Casa Branca diz que não há previsão sobre dose de reforço

OMS: Casos de miocardite entre vacinados são leves e poucos

Entidade reforça que benefícios superam os riscos

Pleno.News - 09/07/2021 16h06 | atualizado em 09/07/2021 17h23

Casos foram observados em vacinas de RNA mensageiro Foto: EFE/Giuseppe Lami

Os casos de miocardite e pericardite registrados em alguns vacinados contra a Covid-19, principalmente jovens, têm sido leves e responderam bem aos tratamentos convencionais, como anti-inflamatórios, anunciou nesta sexta-feira (9) a Organização Mundial da Saúde (OMS).

– Os benefícios das vacinas de RNA mensageiro compensam os riscos, ao reduzir as hospitalizações e as mortes de pessoas infectadas por essa doença – aponta comunicado do Comitê Assessor Global de Segurança das Vacinas da OMS (GAVCS).

Os especialistas do grupo reforçaram que os casos registrados foram poucos. Nos Estados Unidos, foram contabilizados 40,6 casos em cada 1 milhão de homens de 12 a 29 anos vacinados. A proporção é ainda menor entre mulheres nessa faixa etária (4,2 por 1 milhão) e nas maiores de 30 anos (2,5 por milhão).

Os casos aconteceram, principalmente com algumas pessoas que receberam a segunda dose de uma das vacinas de RNA mensageiro, tecnologia desenvolvida apenas pelas companhias Pfizer/BioNTech e Moderna.

Apesar da natureza leve dos casos e da porcentagem minoritária, a OMS reconhece que a pericardite e a miocardite podem, em determinadas circunstâncias, “ter como consequências doenças graves”. Por isso, a organização recomenda que os vacinados procurem o médico se tiverem sintomas que possam indicar que estejam sofrendo alguma destas condições, como dor contínua no peito, dificuldade para respirar ou palpitações.

Além disso, a OMS pede que profissionais de Saúde reportem todos os casos que observarem entre vacinados, para que seja possível rastrear os possíveis efeitos secundários durante a atual campanha de imunização.

*EFE

Leia também1 Paes: Com vacinação completa, Rio poderá ter Carnaval em 2022
2 Rio recusa orientação da Saúde e mantém vacinação mista
3 Cinco estados reduzem intervalo entre doses da AstraZeneca
4 Anvisa autoriza nova fábrica a produzir vacina da Pfizer
5 Covid: Médica burla sistema e toma terceira dose de vacina

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.