Leia também:
X Weintraub é confirmado como diretor do Banco Mundial

Nuvem de gafanhotos na Argentina está quase extinta

Por enquanto, Brasil segue fora da rota dos animais

Gabriela Doria - 31/07/2020 15h55 | atualizado em 31/07/2020 16h03

Nuvem de gafanhotos na Argentina está sendo extinta por pulverizadores Foto: Divulgação/Senasa

A nuvem de gafanhotos que passa pela Argentina e pode chegar ao Brasil foi praticamente extinta. Isto porque o Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar do país (Senasa) tem atuado com pulverizações diárias contra os insetos. A última delas ocorreu na província de Entre Rios, a cerca de 90 quilômetros da cidade gaúcha de Barra do Quaraí.

A Senasa informou que pequenos grupos de gafanhotos estão sendo encontrados durante o monitoramento, mas que a devastação perdeu força.

Ainda há outras duas nuvens dos insetos pelo país. Uma segue em monitoramento e também já foi alvo de inseticidas. Outra ainda está fora de controle, sobretudo porque se encontra em uma região de difícil acesso.

Mesmo com o clima mais quente favorecendo o voo dos gafanhotos, acredita-se que os ventos continuem deslocando os insetos para o Oeste, distanciado-os ainda mais do Brasil que, por enquanto, não é rota dos animais.

Leia também1 União Europeia aplica sanções a hackers chineses e russos
2 Nos EUA, percepção negativa da China é a maior em 15 anos
3 Governo está modernizando normas ambientais, diz Salles
4 China é acusada de fazer ataque hacker ao Vaticano
5 Tarcísio já entregou 36 obras neste ano e promete "mais 40"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.