Leia também:
X Mundo já tem mais de 870 mil curados do novo coronavírus

Nova Zelândia diz ter vencido a Covid-19 e inicia reabertura

Expectativa é que um milhão de trabalhadores voltem ao trabalho, respeitando medidas de distanciamento

Pleno.News - 27/04/2020 15h46 | atualizado em 27/04/2020 15h51

Primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern Foto: EFE/EPA/LUKAS COCH/Archivo

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse nessa segunda-feira (27) que venceu a batalha contra a pandemia de Covid-19 ao registrar números mínimos de contágios diários. Ela deu declarações poucas horas antes dos primeiros passos para o fim do confinamento da população.

– Não há grandes contágios locais na Nova Zelândia. Vencemos a batalha – comentou Adern à imprensa em Wellington.

Ela se mostrou otimista e acredita “que o país continuará neste caminho de sucesso”.

Segundo a premiê, para zerar as infecções “será preciso rastrear os últimos casos, como achar uma agulha no palheiro”. Ela fez essas observações ao afirmar que no dia 11 de maio avaliará se suspenderá mais restrições.

Elogiada internacionalmente pela gestão da crise e empenhada a erradicar completamente a pandemia, a Nova Zelândia registrou desde o domingo um único novo caso de Covid-19.

O país totaliza 1.122 casos confirmados, entre eles 19 mortes. A taxa de transmissão está abaixo de 0,4%, já a internacional é de 2,5%.

A partir das 23h59 desta segunda-feira, o governo neozelandês rebaixará o nível de alerta 4, que esteve vigente durante quatro semanas e implicou o fechamento de todas as atividades e a quarentena da população, para o nível 3.

A primeira-ministra pediu para que os compatriotas mantenham as medidas de distanciamento social durante a reabertura parcial de certas atividades comerciais e aulas, que representam um maior contato entre pessoas.

A expectativa é que um milhão de trabalhadores voltem aos locais de trabalho, desde que com um plano de controle para a pandemia e com respeito às medidas de distanciamento.

– Estamos abrindo a economia, mas não estamos retomando a vida social das pessoas – alertou a premiê.

Dentro de duas semanas, que é o tempo de incubação do coronavírus SARS-CoV-2, o governo neozelandês voltará a se reunir para decidir se aliviará ainda mais as medidas adotadas.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Total de casos de Covid-19 no mundo já passa de 3 milhões
2 Após 56 dias, italiana continua testando positivo para Covid
3 Kim Jong-un envia mensagem a coreanos, mas não aparece
4 Covid-19: Itália irá reabrir negócios na próxima semana

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.