Leia também:
X Biden testa positivo para Covid de novo, diz Casa Branca

Monkeypox: Nova Iorque declara estado de emergência

Cidade estimou que "aproximadamente 150 mil nova-iorquinos podem estar em risco de exposição" ao vírus

Pleno.News - 31/07/2022 14h58 | atualizado em 01/08/2022 13h57

Varíola dos macacos Foto: EFE/EPA/IDREES MOHAMMED

Neste sábado (30), a cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, declarou estado de emergência por ser um dos “epicentros do surto” de varíola dos macacos no país. A cidade estimou que “aproximadamente 150 mil nova-iorquinos podem estar em risco de exposição” ao vírus.

– Esta declaração, com efeito imediato, permitirá ao Departamento de Saúde e Higiene Mental da cidade de Nova Iorque (DOHMH, na sigla em inglês) emitir ordens de comissários de emergência sob o Código de Saúde da cidade de Nova Iorque e modifique as disposições do Código de Saúde para fornecer medidas para ajudar a retardar a propagação – disseram o prefeito Eric Adams e o comissário do DOHMH, Ashwin Vasan.

As declarações constam em um comunicado conjunto. Adams e Vasan observaram que os dois departamentos estão trabalhando “com parceiros em todos os níveis do governo” para obter doses adicionais da vacina contra a varíola dos macacos o mais rápido possível e “proteger os nova-iorquinos durante esse surto crescente”.

Por sua vez, o estado de Nova Iorque também declarou estado de emergência, na sexta-feira (29).

Outros líderes nos EUA soaram o alarme sobre a varíola dos macacos, já que o número de infecções continua aumentando e a oferta de vacinas fica aquém da demanda.

San Francisco declarou estado de emergência na quinta (28) devido ao “rápido aumento de casos” e à alta demanda pela vacina, embora a medida só entre em vigor a partir desta segunda-feira (1º).

Os Centros de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos EUA determinaram que a vacina Jynneos, específica contra essa doença, seja oferecida como prioridade a todos os grupos de risco. Isso inclui pessoas que tiveram contato físico próximo com uma pessoa infectada, um parceiro sexual infectado ou que tiveram relações sexuais em um ambiente onde um surto de varíola dos macacos foi identificado.

*EFE

Leia também1 Monkeypox: Médico é afastado após acusação de homofobia
2 Varíola dos macacos: Brasil compra 50 mil doses da vacina
3 Primeiro morto por varíola dos macacos no Brasil tinha câncer
4 Saúde confirma 1ª morte por varíola dos macacos no Brasil
5 Varíola dos macacos: OMS pede que gays reduzam parceiros

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.