Leia também:
X Itália avalia aplicação de 3ª dose da vacina contra a Covid-19

Notícia-crime contra presidente argentino é protocolada no STF

Ação classifica como "ofensa histórica" a fala polêmica de Fernández sobre os brasileiros

Thamirys Andrade - 10/06/2021 13h17 | atualizado em 10/06/2021 13h53

Presidente da Argentina, Alberto Fernández Foto: EFE/Christphe Petit Tesson

Uma notícia-crime contra o presidente argentino Alberto Fernández foi protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro durante a madrugada desta quinta-feira (10), após a fala polêmica do mandatário sobre o povo brasileiro.

A declaração de Fernández ocorreu nesta quarta-feira (9), em conferência oficial ao lado do primeiro-ministro espanhol.

– Os mexicanos saíram dos índios. Os brasileiros saíram da selva. Mas, nós, os argentinos, chegamos nos barcos, e eram barcos que vinham da Europa, [e] assim construímos nossa sociedade – disse o presidente argentino, na ocasião.

Após a afirmação ganhar repercussão internacional negativa, o advogado baiano e professor de Direito Constitucional, Henrique Quintanilha, levou o caso ao STF, classificando a declaração como “ofensa presente e histórica a todo o povo e nação brasileira, em sua história e conformação étnica”.

Na ação registrada como PET 59761, Quintanilha defende que Fernández seja intimado a prestar esclarecimentos por meio da Suprema Corte Argentina, por violação do Art. 1° do tratado internacional de San José da Costa Rica, em 1969.

Leia também1 Presidente argentino se desculpa após frase sobre brasileiros
2 EUA e UE querem nova apuração sobre laboratório de Wuhan
3 Biden retira ordens de Trump para proibir TikTok nos EUA
4 Autor de tapa em Macron pode pegar até três anos de prisão
5 Operação do FBI contra o crime organizado prende 800 pessoas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.