Leia também:
X Feliciano ‘detona’ o papa por não comentar o aborto na Argentina

No Texas (EUA), fugitivo mata pastor ao se esconder na igreja

Houve tiroteio e mais duas pessoas ficaram feridas

Monique Mello - 03/01/2021 18h19 | atualizado em 05/01/2021 10h09

Igreja Metodista de Starrville, no Texas (EUA)
Igreja Metodista de Starrville, no Texas (EUA) Foto: Reprodução

Um homem de 21 anos, ainda não identificado, está sob custódia da polícia do Texas (EUA) após matar um pastor metodista a tiros dentro de uma igreja e ferir outras duas pessoas.

O crime aconteceu na manhã deste domingo (3), na pequena cidade de Winona, a 170 quilômetros de Dallas.

O suspeito estaria fugindo da polícia, após um incidente na noite de sábado (2), e havia entrado na igreja para se esconder, segundo o xerife local, Larry Smith.

Após abandonar o veículo, o homem conseguiu escapar a pé e se escondeu na Igreja Metodista de Starrville.

O pastor o encontrou com a sacola de dinheiro do templo, por volta das 9h30 deste domingo. De acordo com a polícia, houve confronto entre os dois, resultando no pastor baleado, que não resistiu aos ferimentos. Havia mais algumas pessoas no templo, e duas ficaram feridas. Uma delas sofreu apenas um ferimento devido à queda, possivelmente ao tentar fugir do suspeito, e não corre riscos. Não há informações sobre o estado de saúde da terceira pessoa.

O suspeito foi preso em uma cidade próxima, depois de trocar tiros com policiais.

O governador do Texas, Greg Abbott, enviou suas condolências às vítimas e suas famílias.

– O Estado do Texas está trabalhando em estreita colaboração das autoridades locais para garantir que a justiça seja feita e que a comunidade de Starrville tenha os recursos de que precisa durante esse período – declarou.

Leia também1 Governo federal quer criar Escola de Defesa em Brasília
2 Menina de 5 anos morre após ser atingida por bala perdida no Rio
3 Idoso internado com Covid-19 é espancado até a morte por orar
4 Bebê de apenas 10 meses morre com sinais de estupro em Minas
5 Feliciano 'detona' o papa por não comentar o aborto na Argentina

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.