Leia também:
X Canadá monta estratégia para combater políticas de Trump

Nissan tira Carlos Ghosn da presidência do conselho

Executivo brasileiro é acusado de ter cometido sonegação e fraude fiscal

Jade Nunes - 22/11/2018 10h42

O executivo brasileiro Carlos Ghosn Foto: EFE/Gian Ehrenzeller

A Nissan decidiu afastar o brasileiro Carlos Ghosn da presidência do conselho nesta quinta-feira (22). A informação é da rede TV estatal NHK.

Ghosn está sob suspeita de sonegação e fraude financeira. Além disso, Greg Kelly também terá que deixar o cargo diretor representativo, segundo o jornal Nikkei. A montadora japonesa não comentou a decisão.

O executivo brasileiro é acusado de sonegar 5 bilhões de ienes (o equivalente a R$ 167,4 milhões) do pagamento que ele recebia como presidente da Nissan. O crime teria acontecido entre 2010 e 2015.

Leia também1 Nissan é alvo de investigação após prisão de brasileiro
2 Executivo brasileiro é suspeito de crime financeiro no Japão

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.