Leia também:
X Talibã celebra saída dos EUA do Afeganistão: ‘País se tornou livre’

Músico Eric Clapton lança canção que seria antivacina

Artista é crítico aos imunizantes e às medidas sanitárias contra a Covid-19

Pleno.News - 31/08/2021 12h18 | atualizado em 31/08/2021 12h40

Eric Clapton Foto: Reprodução/Youtube

Eric Clapton lançou a polêmica canção This Has Gotta Stop, já disponível nas principais plataformas de streaming e no YouTube, para fazer críticas contra regras de restrição impostas durante a pandemia de Covid-19. Isso é o que apontam publicações como as revistas Variety e Rolling Stone. A canção não menciona diretamente o coronavírus, porém alguns trechos são apontados como um desabafo do artista.

Em um trecho da canção, Eric Clapton diz: “This has gotta stop, enough is enough/ I can’t take this BS any longer/ It’s gone far enough” (na tradução literal: “Isto tem de parar, já chega / Eu não aguento esta m**** por muito mais tempo / Já foi longe demais”). Em outro trecho, o cantor diz: “Sabia que algo estava errado quando começaram a estabelecer as leis”.

Em 2020, Eric Clapton gravou uma música, composta por Van Morrison, em oposição ao lockdown.

O guitarrista, que tem 76 anos, também anunciou em julho que não iria fazer shows em locais que exijam vacinação do público. Segundo a revista Rolling Stone, Clapton teria comunicado ao cineasta Robin Monotti, por meio do aplicativo de mensagens Telegram, a sua recusa.

– Após o anúncio do PM (primeiro ministro) na segunda-feira, 19 de julho de 2021, sinto-me na obrigação de fazer um anúncio pessoal: quero dizer que não me apresentarei em nenhum palco onde haja um público discriminado. A menos que haja providências para que todas as pessoas compareçam, eu me reservo o direito de cancelar o show – escreveu Clapton.

O músico se manifestou depois da decisão do primeiro-ministro britânico Boris Johnson de que as casas noturnas inglesas, além de outros estabelecimentos que atraiam grande público, teriam de exigir de seus clientes a prova da vacinação completa contra Covid-19, a partir do fim de setembro.

*AE

Leia também1 Pesquisadores identificam mais uma variante do coronavírus
2 Queiroga diz que passaporte de vacinação não ajuda em nada
3 Golpe cita estudo sobre vacina e pede fotos dos seios das vítimas
4 Covid: Defeito do sistema imune é causa de 20% das mortes
5 Cientistas dizem que busca pela origem da Covid está paralisada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.