Leia também:
X 200 caixões caem no mar após deslizamento em cemitério

Mulher do traficante El Chapo pode pegar prisão perpétua

Emma Coronel Aispuro também pode ter que pagar multa de até 10 milhões de dólares, se for condenada

Pleno.News - 23/02/2021 18h23 | atualizado em 24/02/2021 11h37

Emma Coronel Aispuro Foto: EFE/EPA/JOHN TAGGART

A juíza federal Robin Meriweather ordenou, nesta terça-feira (23), a prisão preventiva, sem direito à fiança, da esposa do traficante de drogas mexicano Joaquin “El Chapo” Guzmán, Emma Coronel Aispuro, por acusações de tráfico de drogas.

Presa na segunda-feira (22), no estado da Virgínia, perto de Washington, Emma pode pegar uma pena que varia de dez anos de prisão à prisão perpétua, além de ter que pagar uma multa de até 10 milhões de dólares (R$ 54 milhões), se for condenada.

A situação foi detalhada por Meriweather, do Tribunal Distrital dos EUA, ao Distrito de Columbia, durante a primeira audiência do caso, da qual a acusada participou por chamada de vídeo, de dentro de uma cela do centro de detenção, para a qual ela foi levada na segunda-feira.

Por intermédio de um intérprete de espanhol, a juíza lembrou a Emma que há uma queixa criminal contra ela acusando-a de “conspiração para distribuir um quilograma ou mais de heroína, cinco quilos ou mais de cocaína, 1 mil quilos ou mais de maconha e 500 gramas ou mais de metanfetamina”.

Além de conspirar para transportar ilegalmente as drogas para os Estados Unidos, as autoridades a acusam de ajudar e incentivar as atividades do cartel de Sinaloa, que foi liderado por El Chapo, segundo declarou a magistrada.

O promotor de justiça dos EUA no caso, Anthony Nardozzi, pediu durante a audiência que Emma fosse mantida sob custódia até o julgamento e sem fiança, considerando que há “um sério risco de fuga”.

– A ré tem acesso a parceiros no crime que são integrantes do cartel de Sinaloa, bem como a meios financeiros, o que significa que ela apresenta um sério risco de fuga. Além disso, ela não tem vínculos diretos com a área de Washington, D.C., onde está sendo mantida – salientou Nardozzi.

Os advogados de Emma não recorreram do pedido da acusação, mas se reservaram o direito de apresentar um pacote de fiança no futuro. E a esposa de El Chapo permanecerá detida até a próxima audiência, que a juíza propôs que fosse marcada para daqui a duas semanas. Contudo, a defesa afirmou que poderia precisar de mais tempo para se preparar e sugeriu negociar com o Ministério Público uma data posterior.

A defesa é liderada por Jeffrey Lichtman, que foi um dos melhores advogados de El Chapo durante seu julgamento, há dois anos, em Nova Iorque, e que será assistido por Mariel Colón, que também defendeu o traficante e tornou-se o confidente de Emma.

A esposa de El Chapo mal falou durante a audiência, limitando-se a respostas monossilábicas às perguntas do juiz sobre sua capacidade de acompanhar o processo e de conhecer seus direitos. Ela só confirmou no final: “Eu entendi tudo muito bem, obrigada”.

Emma, de 31 anos, que tem nacionalidade americana e mexicana, foi presa no Aeroporto Internacional de Dulles, na Virgínia. A ré, que tem filhas gêmeas com El Chapo, atraiu a atenção da mídia quando acompanhou o marido durante seu julgamento em Nova Iorque, que terminou em 2019 com uma sentença de prisão perpétua, a qual o famoso traficante cumpre no Colorado.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Acusada de narcotráfico, esposa de El Chapo é detida nos EUA
2 200 caixões caem no mar após deslizamento em cemitério
3 Irã segue enriquecendo urânio e ampliando recursos nucleares
4 Venezuela começa a vacinar políticos aliados a Maduro
5 Príncipe Philip está recebendo tratamento contra infecção

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.