Leia também:
X Coral do casamento de Harry defende o príncipe Charles

MP pede 6 meses de prisão para ex-presidente interina da Bolívia

Jeanine Áñez é acusada de se envolver na queda de Evo Morales

Pleno.News - 14/03/2021 15h28

Presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez Foto: EFE/Rodrigo Sura

O Ministério Público da Bolívia solicitou neste domingo (14) a prisão preventiva de seis meses para a ex-presidente interina do país Jeanine Áñez e seus dois ex-ministros que também estão presos.

Na acusação formal, o MP boliviano solicitou a prisão preventiva da ex-presidente interina por seis meses no presídio Obrajes de Mujeres, em La Paz.

Já para os ex-ministros interinos da Justiça, Álvaro Coímbra e da Energia, Álvaro Rodrigo Guzmán, ficarão presos pelo mesmo período no presídio San Pedro, também na mesma cidade.

O Ministério Público fez este pedido devido ao “risco de fuga” das antigas autoridades bolivianas acusadas de suposta “sedição, terrorismo e conspiração” na crise de 2019 em decorrência do fracasso eleitoral que culminou na renúncia de Evo Morales da presidência.

O caso conhecido como “golpe de estado” foi apresentado em 2020 por um ex-deputado do Movimento pelo Socialismo (MAS) do presidente Luis Arce. Estão pendentes mandados de prisão para outros ex-ministros de Áñez e antigos comandantes da polícia.

A audiência das três ex-autoridades está marcada para ocorrer virtualmente neste domingo, segundo confirmou um dos advogados à Agência Efe.

Áñez foi presa ontem na região amazônica de Beni, enquanto seus ex-ministros foram detidos na mesma região no dia anterior, sendo transferidos em seguida para La Paz e ficaram em silêncio em seus depoimentos.

*EFE

Leia também1 Ex-presidente boliviana Jeanine Áñez é presa após pedido do MP
2 Polícia encontrou ex-presidente da Bolívia dentro de cama box
3 Veículo que levava presidente da Argentina é apedrejado
4 Venezuela: Guaidó quer pressão internacional para ter eleições
5 México autoriza uso de antiviral Remdesivir contra a Covid-19

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.