CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Trump proíbe voos de linhas aéreas da China aos EUA

Mistério do Caso Madeleine pode ter fim após 13 anos

Polícia encontrou suspeito do desaparecimento da menina

Pleno.News - 03/06/2020 18h53 | atualizado em 03/06/2020 20h46

Madeleine McCann desapareceu do hotel onde estava com a família, em Portugal, em 2007 Foto: Reprodução

A polícia do Reino Unido revelou nesta quarta-feira (13) que investiga um homem de 43 anos, que cumpre pena em uma prisão na Alemanha, como suspeito do desaparecimento da menina inglesa Madeleine McCann em 2007, em Portugal.

O suspeito, cuja identidade não foi divulgada, é um homem branco que passou temporadas na região portuguesa do Algarve entre 1995 e 2007 e estava “conectado com a área” da Praia da Luz, onde a menor desapareceu, quando tinha 3 anos, enquanto dormia com os irmãos gêmeos em um apartamento turístico.

Preso por um crime sem relação com o caso, o indivíduo tinha cabelo curto e loiro há 13 anos, era magro e media cerca de 1,82m de altura, informou a polícia britânica em comunicado.

De acordo com o Departamento Federal da Polícia Criminal da Alemanha, o homem em questão já foi condenado várias vezes por crimes sexuais, inclusive abuso de menores, e realizou trabalhos ocasionais no setor de hotelaria no Algarve, mas possivelmente também se financiava com roubos em hotéis e apartamentos turísticos e tráfico de drogas.

A equipe da Scotland Yard que comanda a operação que busca pistas da menina desde 2011 colaborou com as autoridades alemãs para encontrar o suspeito e identificou dois veículos que o homem pode ter utilizado no momento do desaparecimento.

Madeleine McCann está desaparecida há 13 anos Foto: Reprodução

Um desses veículos é uma van Volkswagen T3 do início dos anos 80, de cores branca e amarela e com placa portuguesa. A polícia acredita que o homem “teve acesso” ao veículo pelo menos de abril de 2007 até maio do mesmo ano.

O suspeito teria morado no veículo durante dias, talvez semanas, e pode tê-lo utilizado em 3 de maio de 2007, o dia do desaparecimento da menina.

A polícia britânica chegou a ouvir possíveis testemunhas que viram este veículo na região do Algarve naquela noite de maio, nos dias anteriores ou semanas depois.

O segundo veículo é um Jaguar modelo XJR 6, de 1993, com placa alemã, que pode ter sido conduzido na Praia da Luz e em áreas próximas entre 2006 e 2007, originalmente registrado no nome do suspeito. Em 4 de maio de 2007, um dia após o desaparecimento de Madeleine, o veículo foi registrado com outro nome na Alemanha.

Os investigadores ressaltam que para alterar o registro não é necessário que o veículo esteja fisicamente presente no país, mas acreditam que, naquela altura, o carro ainda estava em Portugal.

A polícia pede também a cooperação da população para obter informações sobre dois números de celular, ambos com prefixo de Portugal.

– O desaparecimento de Madeleine atraiu enorme atenção internacional. Pedimos para que os cidadãos nos ajudem a esclarecer o que aconteceu. Estamos empenhados em fazer tudo o que for necessário para determinar o que aconteceu e para encontrar Madeleine – afirmou o comissário adjunto Stuart Cundy.

Os pais da menina, Kate e Gerry McCann, expressaram no comunicado policial as “boas-vindas” ao novo passo aberto na investigação do caso.

– Queremos agradecer às forças policiais envolvidas pelos seus esforços contínuos em busca de Madeleine. Tudo o que sempre quisemos foi encontrá-la, descobrir a verdade e levar os responsáveis à Justiça. Nunca perderemos a esperança de encontrar Madeleine viva, mas, seja qual for o resultado, precisamos saber e precisamos encontrar a paz – disseram.

*Com informações da agência EFE

Leia também1 Menino recebe alta após passar 9 anos internado
2 Com medo da Covid, bebê morre por não ir a hospital
3 Mãe mata filha deficiente de 4 anos e deixa corpo em gaveta
4 32 crianças são mortas por dia no Brasil, revela Damares
5 Youtuber que devolveu filho autista perde patrocínios

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo