Leia também:
X Médico brasileiro é preso no Egito após assediar muçulmana

Manifestantes contra o aborto realizam protestos na Croácia

O aborto é legalizado no país desde 1978

Monique Mello - 31/05/2021 13h51 | atualizado em 31/05/2021 14h32

Na Croácia, país de maioria católica (90%), milhares de manifestantes antiaborto saíram às ruas neste sábado (29). O objetivo foi reivindicar ao governo que endureça a legislação em relação às regras do aborto no país. O aborto é legal até a décima semana de gravidez desde 1978, quando a Croácia fazia parte da Iugoslávia comunista. Contudo, a lei permite que os médicos recusem a prática do aborto (objeção de consciência).

Grande parte dos manifestantes se concentrou em Zagreb, a capital croata, com bandeiras da pátria e faixas com a expressão Unborn Lives Matter Too (vidas que ainda não nasceram também importam).

– É nosso dever defender a proteção de toda a vida humana, incluindo a de crianças em gestação – disse Luka Hudincec, um dos organizadores do protesto.

Zagreb está em período eleitoral, e o principal candidato é esquerdista, fazendo com que esse protesto fosse muito aguardado.

– Esperamos que os políticos que nos representam a nível local e nacional respeitem o direito humano mais fundamental: o direito de viver – disse Stjepan, outro organizador do evento.

Grupos políticos de esquerda e movimentos feministas marcaram presença em oposição ao protesto contra o aborto, vestindo aventais manchados de sangue e exibindo instrumentos alusivos à forma como são feitos abortos ilegais.

Em 2017, o Tribunal Constitucional ordenou que o parlamento elaborasse uma nova legislação sobre o aborto, considerando que a lei atual está desatualizada, alimentando o medo de restrições entre os defensores da prática do aborto.

 

Leia também1 Argentina atualiza normas para facilitar e impulsionar aborto
2 Repasses de Biden destinados ao aborto superam os de Obama
3 Lady Gaga revela estupro por um produtor, que a engravidou
4 Porta-voz destaca compromisso de Biden com direito ao aborto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.