Leia também:
X Bolívia: Senadora se declara presidente sem votação

Manifestações no Chile têm incêndios e roubos em igrejas

Grupo invadiu templos para levar itens usados em barricadas

Paulo Moura - 13/11/2019 09h07 | atualizado em 13/11/2019 09h46

Manifestantes roubam itens de igrejas para montar barricadas Foto: EFE/Orlando Barría

As manifestações realizadas no Chile não têm causado somente danos físicos, com dezenas de mortos e um número incontável de feridos. Uma das principais instituições atacadas pelos protestos no país sul-americano são as igrejas. Muitas delas estão sendo roubadas e queimadas como parte das intituladas “manifestações” e alguns itens estão sendo utilizados para confeccionar barricadas.

O ex-candidato à Presidência chilena, José Antonio Kast, publicou um vídeo nas redes sociais denunciando os atos e afirmou que os pedidos de uma nova Constituição seriam apenas falsos argumentos para destruir o patrimônio.

– Eles celebram, aplaudem e uivam, enquanto queimam e destroem uma Igreja. Eles não querem uma Assembléia Constituinte, eles procuram o caos. Chega – protestou.

View this post on Instagram

Uma das principais instituições atacadas pelos protestos no Chile são as igrejas. O ex-candidato à Presidência chilena, José Antonio Kast, publicou um vídeo nas redes sociais denunciando os atos. Saiba mais em Pleno.News #PlenoNews #chile #manifestações #igrejas

A post shared by Pleno.News (@plenonews) on

Na última semana, o jornal chileno La Tercera informou que vários manifestantes invadiram uma paróquia, construída em 1876, no centro de Santiago e roubaram bancos, confessionários e imagens para montar barricadas nas ruas da capital do país.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.