Maior ataque dos EUA deixa 59 mortos e mais de 500 feridos

O ataque foi classificado como o maior atentado promovido por uma única pessoa

Pleno.News - 02/10/2017 07h32

Participantes do festival country correm para se proteger Foto: Reprodução Twitter

Pior da história. Um homem abriu fogo contra uma multidão que participava de um festival de música country na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, nesta madrugada de domingo para segunda (2). O atirador estava no 32º andar do resort Mandalay Bay, vizinho ao pátio em que aconteciam os shows.

De acordo com a polícia norte-americana, o atirador, Stephen Paddock, de 64 anos, foi encontrado morto após desferir centenas de disparos com uma arma automática. Pelo menos 59 pessoas morreram nesse ataque e outras 527 ficaram feridas, segundo os últimos números.

Os números foram divulgados pelo xerife da polícia de Las Vegas, Joe Lombardo, em coletiva de imprensa nesta segunda. Se a hipótese de que ele agiu sozinho se confirmar, esse terá sido o maior atentado promovido por um lobo solitário na história dos Estados Unidos.

Atirador estava no hotel Mandalay Bay, na zona turística de Las Vegas Foto: Divulgação

Apesar de não comprovado, as autoridades investigam possibilidade de ato terrorista. O Estado Islâmico declarou, através da sua Agência de Notícias Amaq, que “o atirador é um soldado do EI e se converteu ao islã meses atrás”.

No Estado de Nevada, onde fica a cidade de Las Vegas, é permitida a compra de armas de fogo sem apresentação de documentos específicos e elas podem ser encontradas inclusive em supermercados.

O presidente norte-americano, Donald Trump, se pronunciou condenando o ataque “de pura maldade” e ordenou que as bandeiras americanas fossem hasteadas a meio-mastro.

*Atualizado às 20h48

LEIA TAMBÉM
+ Protestos na Catalunha deixam centenas de feridos
+ Polícia britância prende suspeito de ato terrorista
+ Pessoas abandonam ilhas do Caribe que podem desaparecer