CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X RJ: Escolas particulares não reabrirão na próxima segunda

Líder religioso é preso por sabotar combate à Covid-19

Mais de 5 mil casos na Coreia do Sul são ligados à igreja de Lee Man-hee

Rafael Ramos - 01/08/2020 10h45 | atualizado em 01/08/2020 15h11

Lee Man-hee é preso por sabotar combate ao coronavírus na Coreia do Sul Foto: Reprodução

O líder da Igreja Shincheonji de Jesus, na Coreia do Sul, foi preso neste sábado (1º). Lee Man-hee, de 88 anos, é acusado de ter sabotado os esforços do governo para conter a pandemia do novo coronavírus.

Segundo informações, Lee teria fornecido dados incorretos e listas falsas sobre as reuniões do grupo às autoridades de saúde. Mais de 5 mil pessoas relacionadas à igreja foram infectadas com a Covid-19, que corresponde a 38% de todos os casos confirmados no país.

O líder religioso também é acusado de desviar quase US$ 5 milhões (o equivalente a mais de R$ 25 milhões) de fundos da igreja. Ele também realizou eventos religiosos em instalações públicas sem autorização.

Leia também1 Covid-19: Mundo já tem mais de 10 milhões de curados
2 Governo assina documento por 100 milhões de vacinas
3 Covas rompe com Comitê do Coronavírus criado por Doria
4 Defensora da cloroquina é pastora e contra união de gays
5 Filipe Martins alerta: ‘Médicos estão sendo censurados’

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo