Leia também:
X Fotos da explosão no Líbano são impressionantes. Confira!

Líbano: O que já se sabe e o que ainda falta descobrir

Explosão em larga escala foi provocada por nitrato de amônio

Camille Dornelles - 05/08/2020 10h19 | atualizado em 06/08/2020 17h47

A enorme explosão na região portuária de Beirute, Líbano, que vitimou pelo menos 100 pessoas, está sendo investigada pelas autoridades do país. Algumas perguntas já foram respondidas, mas outras permanecem em aberto.

Uma das principais dúvidas era sobre o que teria provocado uma explosão tão grande e devastadora. Algumas horas após a tragédia, as autoridades libanesas afirmaram que se tratava de uma carga de nitrato de amônio, cerca de 2,7 mil toneladas que estavam estocadas em um depósito da zona portuária. A substância química já foi responsável por outras tragédias pelo mundo.

O QUE MAIS SE SABE
Localização: além da substância que causou a explosão, também se sabe que o local em que se iniciou, o porto Beirut Port Silos, é de extrema necessidade para o país. Ele é responsável pela chegada de 80% dos produtos importados pelo Líbano.

Extensão da explosão: sabe-se também que a ilha de Chipre, a 240 quilômetros de Beirute, também sentiu os efeitos da explosão, como um terremoto de baixa escala.

Terrorismo: as autoridades descartaram, nesta terça-feira (4), que a causa tenha sido um ataque terrorista. Até agora, nenhum grupo terrorista assumiu a autoria pelo incidente.

Duas explosões: outra informação divulgada nesta terça, pelo governador da região de Beirute, Philip Boulos, foi a de que uma primeira explosão, menor, antecedeu a segunda em alguns minutos. Essa primeira foi causada por uma falha elétrica, que teria provocado um incêndio em um depósito de fogos de artifício e o Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado.

Carregamento de nitrato de amônio em depósito provocou explosão Foto: EFE/Ibrahim Dirani

O QUE FALTA DESCOBRIR
Causa: a principal dúvida sob investigação é: o que causou a explosão? Há suspeitas de um incêndio iniciado em um galpão vizinho, mas ainda não foi revelado se a suspeita é de um ato criminoso ou acidental.

Número de mortos: a quantidade de mortos e feridos também é uma incógnita ainda. Eles são atualizados à medida que grupos de socorro vasculham as áreas atingidas. Como a explosão provocou estragos em um raio de vários quilômetros, estima-se que os atingidos sejam da ordem de centenas. Até agora foram confirmadas 108 mortes.

Extensão dos estragos: ainda não foi possível medir a extensão dos estragos provocados pela explosão, nem em quantia monetária ou extensão geográfica. Fora da zona portuária, muitas vidraças quebradas, carros danificados, prédios desabados foram deixadas pela capital libanesa.

Leia também1 Fotos da explosão no Líbano são impressionantes. Confira!
2 Beirute: Nitrato de amônio já causou outras tragédias
3 Veja! Escombros de explosão atingem padre em Beirute
4 Beirute. Governador chora por tragédia: 'Lembra Nagasaki'
5 Trump diz que explosão em Beirute parece ataque a bomba

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.