Leia também:
X Covid-19: 35% dos americanos não tomariam vacina

Líbano: Explosão abriu cratera de 43 metros de profundidade

Serviço geológico avaliou que intensidade da explosão foi a mesma de um terremoto de magnitude 3,3

Ana Luiza Menezes - 09/08/2020 08h43 | atualizado em 09/08/2020 08h55

Beirute após megaexplosão Foto: EFE/EPA/WAEL HAMZEH

Neste domingo (9), uma fonte de segurança do Líbano afirmou que a explosão que aconteceu na zona portuária de Beirute abriu uma cratera de 43 metros de profundidade. Segundo a agência France Presse, especialistas franceses estiveram no local para fazer uma avaliação do estrago.

A França enviou equipes médicas e de investigação, além de estar prestando apoio logístico.

Já o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) avaliou que a intensidade da explosão foi a de um terremoto de magnitude 3,3.

Mais de 300 mil pessoas ficaram desabrigadas após a explosão de terça-feira (4), uma vez que bairros foram devastados. Foram contabilizadas mais de 150 mortes e 6 mil feridos, além de dezenas de desaparecidos.

A tragédia foi resultado da explosão de um armazém onde estavam 2.750 toneladas de nitrato de amônio. O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, destacou a falta de medidas preventivas para o armazenamento do produto.

Leia também1 Beirute tem mais de 60 desaparecidos após explosão
2 Brasileiros levarão pele de tilápia para tratar feridos no Líbano
3 Ator e esposa doam R$ 542 mil para instituições do Líbano
4 Brasileira no Líbano: "Ficamos com medo de ser um ataque"
5 Cristo Redentor é iluminado com a bandeira do Líbano

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.