Leia também:
X EUA: Pai de vítima de tiroteio interrompe Biden em evento

Lago é interditado após caso de “ameba comedora de cérebro”

Caso aconteceu em parque de Iowa, nos EUA

Thamirys Andrade - 11/07/2022 15h41 | atualizado em 11/07/2022 16h05

Ameba Naegleria fowleri Foto: CDC/ Dr. Govinda S. Visvesvara

O Departamento de Saúde Pública de Iowa, nos Estados Unidos, informou ter fechado a praia do Lake of Three Fires State Park após um visitante recente adquirir uma rara e perigosa infecção conhecida como “ameba comedora de cérebro”. A doença é causada pelo organismo Naegleria fowleri, que infecta pessoas pelo nariz e destrói o tecido cerebral humano.

– O fechamento é uma resposta preventiva a uma infecção confirmada de Naegleria fowleri em um residente do Missouri com exposição potencial recente enquanto nadava no local – diz o comunicado, segundo informações da CNN Brasil.

Em parceria com o Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, o departamento de saúde está trabalhando para testar a água do lago a fim de confirmar a presença da ameba no local.

Considerada “devastadora” pelo CDC, a ameba em questão causa meningoencefalite amebiana primária (MAP), uma infecção com alto risco de morte. Os sintomas começam com febre, dor de cabeça e vômitos, evoluindo para convulsões, alucinações e coma. Sua progressão é rápida, causando a morte normalmente entre um e 18 dias depois do início dos sintomas.

O organismo costuma ser encontrado no solo e em água doce morna, como rios, lagos, fontes termais e piscinas mal conservadas. Embora agressiva, a MAP é considerada extremamente rara. Os EUA somam 154 casos documentados desde 1962. Na América do Norte, há apenas cinco casos conhecidos de pessoas que sobreviveram à doença.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.