Leia também:
X Trump ameaça bloquear rede social chinesa TikTok nos EUA

Kanye West diz que teve Covid e que vacina é ‘marca da besta’

Rapper afirmou que antídoto impedirá de "entrar nos céus"

Gabriela Doria - 09/07/2020 12h12 | atualizado em 09/07/2020 13h57

Kanye West disse que irá concorrer à Presidência dos EUA Foto: Reprodução

O rapper Kanye West afirmou, em entrevista publicada nesta quarta-feira (8) à revista Forbes, que não apoia mais o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e que irá se candidatar ao cargo. No entanto, ele ainda não disse se será nestas eleições ou na de 2024.

– Vamos ver se a nomeação será em 2020 ou se é 2024, porque Deus nomeia o presidente. Se eu ganhar em 2020, então foi a nomeação de Deus. Se eu ganhar em 2024, essa foi a nomeação de Deus – disse o rapper.

Questionado sobre como seria se vencesse as eleições, o rapper falou em ultrapassar as questões de racismo, em empoderar “pessoas com 40 acres e uma mula” e da posição contrária ao aborto, de acordo com o que diz a Bíblia.

– Eu sou pró-vida porque estou seguindo a palavra da Bíblia – disse.

Além disso, explicou não ter estabelecido um plano de política exterior, já que está “concentrado em proteger os Estados Unidos primeiramente”.

O rapper também revelou que contraiu Covid-19 e, diferentemente da grande maioria das pessoas, ele disse que não acredita na vacina para a doença e que o antídoto é “a marca da besta”.

– Muitos de nossos filhos estão sendo vacinados e paralisados. Então, quando eles dizem que a maneira de consertar a Covid é com uma vacina, sou extremamente cauteloso. Essa é a marca da besta. Eles querem colocar chips dentro de nós, querem fazer todo tipo de coisa, para fazer com que não possamos atravessar os portões do céu. Sinto muito quando digo que eles são os humanos que têm o diabo dentro deles. E o mais triste é que nem todos chegaremos ao céu, que haverá alguns de nós que não conseguirão – afirmou.

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.