Leia também:
X Rússia anuncia imposição de sanções contra Biden e Trudeau

Jornalista que protestou ao vivo em TV da Rússia é multada

Marina Ovsyannikova foi detida e interrogada por mais de 14 horas, sem direito a advogado

Gabriela Doria - 15/03/2022 15h04 | atualizado em 15/03/2022 15h08

A jornalista Marina Ovsyannikova e seu advogado, Anton Gashinsky Foto: Reprodução Twitter/@KevinRothrock

A jornalista que invadiu uma transmissão ao vivo de um noticiário na TV russa e protestou contra a guerra na Ucrânia foi condenada a pagar uma multa pela ação. A Justiça determinou que Marina Ovsyannikova pague 30 mil rublos, cerca de R$ 1.400, pelo ato considerado de extrema coragem.

Apesar da punição relativamente branda – se levado em consideração o tratamento dispensado a opositores do presidente Vladimir Putin -, Ovsyannikova ainda não está livre de sentenças mais duras. Isso porque o regime de Putin passou a criminalizar o que chamou de “disseminação de desinformação” sobre a guerra na Ucrânia. Não há um prazo para que a Justiça encerre o caso da jornalista, que ficará em liberdade por enquanto.

Após a audiência que terminou com a imposição da multa, Ovsyannikova relatou a repórteres que passou os últimos dois dias sem dormir, e que foi interrogada por mais de 14 horas. Em todo esse período, ela não teve direito a um advogado, nem pôde entrar em contato com parentes.

A jornalista está sendo defendida pelo advogado Anton Gashinsky, de Belarus, especializado em direitos humanos.

Leia também1 Jornalista invade TV russa ao vivo e faz protesto anti-guerra
2 Rússia anuncia imposição de sanções contra Biden e Trudeau
3 Cinegrafista da Fox News morre após ataque na Ucrânia
4 Belarus diz que país foi atingido por míssil lançado da Ucrânia
5 Rússia se compromete com não proliferação de armas nucleares

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.