CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Brasileiro é morto a facadas no Japão na frente da esposa

Jordânia declara emergência por enxame de gafanhotos

Segundo dados da ONU, insetos se movem em enxames do tamanho de Manhattan

Pleno.News - 18/02/2020 21h16 | atualizado em 19/02/2020 17h58

Jordânia declara estado de emergência por enxame de gafanhotos (Foto ilustrativa) Foto: Reprodução/CBN News

Nesta terça-feira (18), o governo da Jordânia declarou estado máximo de emergência devido à chegada de enxames de gafanhotos do deserto procedentes da Arábia Saudita, e garantiu que há equipes prontas para operar com a ajuda da Força Aérea.

– O Ministério da Agricultura anunciou nesta terça-feira a elevação do estado de emergência de intermediário para máximo para os gafanhotos do deserto – disse a agência oficial jordaniana, Petra.

O informe detalhou ainda que os enxames têm como origem o Sul, Centro e Norte da Arábia Saudita.

Equipes do Ministério do Interior estão preparadas para agir quando necessário e serão apoiadas pela Força Aérea, a Guarda Real, o Departamento de Alfândega e o governo de Aqaba, enquanto centros de emergência foram disponibilizados em Amã e no Sul do país.

As autoridades trabalham em parceria com os centros de controle de gafanhotos nos países vizinhos, de acordo com a agência Petra. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), esses insetos se movem em enxames do tamanho de Manhattan.

Após começarem a voar, enxames de dezenas de milhões de gafanhotos podem se mover até 150 quilômetros por dia empurrados pelo vento, segundo a ONU para Alimentação e Agricultura (FAO), que estima que um pequeno enxame come diariamente a mesma quantidade de alimentos que cerca de 35 mil pessoas.

Enquanto o número de gafanhotos diminui durante as secas, às vezes as cheias e os ciclones são seguidos por surtos que, se não forem controlados, podem levar a pragas.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Infestação de morcegos causa pânico: "Proporções bíblicas"
2 Mortes por novo coronavírus na China sobem para 1.868
3 Atentado em culto evangélico mata 24 em Burkina Faso


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo