Leia também:
X Embaixada do Brasil indica rota de fuga para brasileiros em Kiev

Jogadores brasileiros embarcam em trem para sair de Kiev

Grupo segue para Chernivtsi, de onde pegarão outro trem para sair da Ucrânia

Paulo Moura - 26/02/2022 13h39 | atualizado em 26/02/2022 14h01

Jogadores conseguiram embarcar em trem para deixar a Ucrânia Foto: Reprodução/Instagram Marcos Antônio (@marcosantonio)

O grupo de jogadores brasileiros, seus familiares, e os profissionais de futebol dos clubes ucranianos Shakhtar Donetsk e Dynamo Kiev conseguiram deixar o bunker do hotel onde estavam em Kiev e embarcaram neste sábado (26) em um trem rumo a Chernivtsi, no sudoeste da Ucrânia, de onde pegarão outro trem para deixar o país.

De acordo com o fisioterapeuta Luciano Rosa, que estava com o grupo no hotel, eles conseguiram embarcar antes do toque de recolher, às 17h locais. Na noite anterior, o grupo afirmou que tinha decidido ficar no hotel porque não se sentia seguro de andar a pé até uma estação para tentar pegar o trem oferecido pelo Itamaraty.

Neste sábado, porém, o grupo conseguiu sair do hotel em carros e fizeram um comboio, como publicou Maria, a esposa do jogador Marlon, do Shakhtar Donetsk, nas redes sociais. Em uma transmissão ao vivo no Instagram, ela disse que todos os brasileiros estavam no comboio.

Segundo ela, outros trens foram colocados à disposição para a fuga dos brasileiros e “que foi uma correria porque foi avisado de última hora”.

– Chegamos na estação, nos vemos no Brasil se Deus quiser. Orem por nós – afirmou.

GRUPO HAVIA PEDIDO AJUDA NA QUINTA-FEIRA
Os jogadores brasileiros publicaram o primeiro pedido de ajuda em suas redes sociais na quinta-feira (24), quando postaram um vídeo pedindo ajuda do governo federal do Brasil para deixarem a Ucrânia. Na ocasião, o zagueiro Marlon, porta-voz do grupo, relatou que as fronteiras ucranianas estavam fechadas e o momento era de apreensão.

Além de Marlon, apareciam no vídeo o meia Pedrinho (ex-Corinthians), o atacante David Neres (ex-São Paulo) e o lateral Dodô (ex-Coritiba). Uma das mulheres presentes na gravação do vídeo também pediu ajuda ao Brasil e disse que eles possuíam poucas informações sobre o que estava acontecendo por lá.

Leia também1 Embaixada do Brasil indica rota de fuga para brasileiros em Kiev
2 Ucrânia: FAB deixa dois aviões prontos para resgatar brasileiros
3 Ex-ator da Globo é encontrado morto em seu apartamento no RJ
4 Príncipe William e Kate dizem que apoiam a Ucrânia
5 Augusto Nunes: Daqui a pouco o STF vai deliberar sobre a Ucrânia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.