Leia também:
X Em confronto com Israel, Hamas lança foguetes em aeroporto

Iron Dome: Saiba como funciona o sistema antimísseis de Israel

Escudo bloqueou 850 dos 1.050 mísseis disparados pelo Hamas nos últimos três dias

Thamirys Andrade - 13/05/2021 13h56 | atualizado em 13/05/2021 14h32

Os conflitos entre Israel e a Palestina vem se intensificando desde a segunda-feira (10) e há rumores de que uma nova guerra se estabeleça. Mais de mil foguetes já foram lançados pelo Hamas; boa parte deles, porém, foi interceptado pelo sistema antimísseis israelense.

Conhecido como Iron Dome (Domo de Ferro), o poderoso escudo bloqueou 850 dos 1.050 mísseis disparados. O sistema é capaz de destruir diversos foguetes no ar ao mesmo tempo, impedindo estragos maiores e protegendo áreas civis. O que está por trás da tecnologia do escudo israelense?

COMO FUNCIONA O DOMO DE FERRO
O Iron Dome começou a ser desenvolvido em 2007 pelas empresas israelenses Rafael Advanced Defense Systems e Israel Aerospace Industries, com apoio financeiro dos Estados Unidos. Na época, Israel havia perdido dezenas de pessoas para foguetes lançados pelo Hezbollah, grupo islâmico libanês.

O primeiro míssil interceptado pelo sistema foi lançado em 2011, a cerca de 40 quilômetros da Faixa de Gaza. A cúpula de ferro hoje possui 10 baterias espalhadas em pontos estratégicos do território israelense, mas podem ser deslocadas caso seja necessário.

Essas baterias são divididas em três elementos: mísseis interceptores, radares e sistemas de comando que monitoram onde os foguetes inimigos podem pousar.

No momento em que o alvo é identificado, o míssil de interceptação é disparado em uma velocidade de até 3.100 km/h, guiados pelo radar e um sensor de precisão. A tecnologia do Domo de Ferro é capaz de priorizar qual alvo deve ser interceptado, dependendo se a área é habitada ou não.

Cada lançamento custa em média cerca de US$ 50 mil, o equivalente a R$ 264 mil. Dos interceptadores efetivamente disparados, cerca de 90% são bem-sucedidos e destroem os foguetes inimigos, segundo dados oficiais militares israelenses.

Ainda assim, o Domo de Ferro possui limitações. Isso porque um número elevado de disparos diários pode furar o escudo israelense e saturar o sistema. Em meio à guerra de 2014, por exemplo, o Hamas chegou a disparar um total 4.000 foguetes durante 50 dias.

Leia também1 Biden conversa com Netanyahu e espera que crise termine logo
2 Míssil do Hamas mata criança israelense de 6 anos
3 "Luta sendo travada pelo coração de Jerusalém", diz Netanyahu
4 Bolsonaro: 'Conclamo pelo fim de todos os ataques contra Israel'
5 'Começaram as dores de parto do Messias', diz rabino sobre Israel

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.