Leia também:
X Só Lula poderia ‘superar’ Bolsonaro em 2022, diz pesquisa

Irã cumprirá acordo nuclear se EUA suspenderem sanções

Afirmação foi feita pelo presidente do país, Rasán Ruhani

Pleno.News - 07/03/2021 17h14

Cumpriremos acordo nuclear se EUA suspenderem sanções, diz presidente do Irã Foto: EFE/EPA/ABEDIN TAHERKENAREH

O presidente iraniano Rasán Ruhani declarou neste domingo (7), que está disposto a reiniciar passos em direção ao cumprimento do acordo nuclear se os Estados Unidos (EUA) revogarem as sanções econômicas impostas contra o Irã.

– O Irã está pronto para tomar medidas compensatórias imediatas com base no acordo nuclear e cumprir seus compromissos no momento em que os Estados Unidos suspenderem as sanções ilegais e abandonarem a política de ameaças e pressões – declarou Ruhani em reunião com o ministro das Relações Exteriores.

O presidente iraniano criticou os países signatários do acordo de 2015, acusando-os de ignorar compromissos, afirmando que o Irã foi o único país que cumpriu o pacto.

Sob a presidência de Donald Trump em 2018, os Estados Unidos retiraram-se unilateralmente do acordo, no qual o Irã prometia limitar atividades nucleares em troca de alívio das sanções internacionais. Quando Washington, sob o governo republicano, impôs sanções e mais tarde acrescentou outras, o Irã gradualmente abandonou os limites impostos pelo acordo.

A República da Irlanda atua como mediadora na implementação do acordo nuclear, e já se posicionou afirmando que a decisão de Trump em abandonar o acordo foi um erro. Contudo, o novo mediador do acordo, observou que a nova administração em Washington está pronta para retomá-lo.

Em dezembro, o parlamento iraniano aprovou uma lei que estipula a suspensão de algumas das inspeções internacionais de suas instalações nucleares se os signatários europeus do acordo não aliviarem as sanções aos setores bancário e de petróleo iranianos.

*Estadão

Leia também1 Senado dos EUA aprova pacote fiscal de 1,9 trilhão de dólares
2 Covid: UE apoia proibição da exportação de vacina
3 EUA proíbem que seus cidadãos invistam na Xiaomi
4 Chanceler diz que a 'vacinação está ganhando velocidade'
5 Democrata abre processo contra Donald Trump por terrorismo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.