CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Mais Médicos, do PT, é exemplo de escravidão, indica ONU

Irã admite que derrubou avião ucraniano, mas alega erro

Presidente iraniano disse que o fato foi "imperdoável"

Paulo Moura - 11/01/2020 09h06 | atualizado em 11/01/2020 20h24

O Irã assumiu neste sábado (11), que foi o responsável por derrubar o avião da Ukraine International Airlines na última quarta-feira (8), logo após o avião decolar do aeroporto de Teerã, capital do país. O presidente iraniano, Hassan Rouhani, porém, disse que o desastre que matou 176 pessoas foi um “erro imperdoável”.

– A investigação interna das Forças Armadas concluiu que, infelizmente, mísseis disparados devido a erro humano causaram o terrível acidente do avião ucraniano e a morte de 176 pessoas inocentes. As investigações continuam a identificar e processar esta grande tragédia e erro imperdoável – declarou, em uma rede social.

Já o líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei, manifestou profundos sentimentos às famílias das vítimas e pediu para que as forças armadas da nação persa busquem os erros prováveis e a culpa trágico incidente.

O comandante das forças aeroespaciais do Irã, Amir Ali Hajizadeh, declarou que a Guarda Revolucionária aceita a responsabilidade pelo ocorrido e explicou que o operador do sistema confundiu o avião com um míssil de cruzeiro.

Hajizadeh disse ainda que o operador tentou contatar seus superiores para efetuar o disparo, mas o sistema de comunicação falhou e ele acabou tomando “uma má decisão”.

Após o comunicado, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, cobrou um pedido oficial de desculpas de Teerã e pediu que as investigações sobre o desastre continuem.

View this post on Instagram

O jornal The New York Times divulgou um vídeo do momento em que o Boeing-737 teria sido atingido por um míssil nos arredores de Teerã, no Irã. Saiba mais em nosso site. #PlenoNews #Irã #EstadosUnidos

A post shared by Pleno.News (@plenonews) on

Nações como o Canadá, Reino Unido e EUA já haviam alertado que o avião, um Boeing 737, fora abatido por um míssil iraniano, provavelmente por engano. Vários vídeos que corroboravam a tese foram postados nas redes sociais.

Leia também1 EUA vão investigar queda de avião após Irã 'mudar de ideia'
2 Jornal divulga vídeo que seria de míssil atingindo avião
3 Premiê do Canadá acusa Irã de ter atingido avião ucraniano

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo