Leia também:
X Nobel de Medicina vai para dupla que luta contra o câncer

Indonésia relata que ainda há centenas de soterrados

Dois terremotos e um tsunami atingiram o país no fim de semana

Camille Dornelles - 01/10/2018 09h40

Nesta segunda-feira (1º), autoridades da Indonésia aumentaram para 844 o número de mortos pelos terremotos e tsunami que atingiram a ilha de Célebes desde sexta-feira (28). No comunicado divulgado, o governo indonésio ainda afirma que há muitas vítimas ainda soterradas sob escombros e lama.

Em entrevista coletiva, o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, afirmou que o número de mortos ainda aumentará. De acordo com os relatórios, a lista ainda conta com 90 desaparecidos e 632 feridos internados em hospitais. Há também 48 mil pessoas atendidas em 103 centros de amparo.

Um terremoto de 6,1 graus na escala Richter atingiu o país na sexta e foi seguido, três horas depois, por outro de 7,5 graus e um tsunami que causou a maioria das mortes. A praia Talise, em Palu, foi onde o tsunami atingiu.

A escassez de gasolina também ameaça os geradores que iluminam a cidade. Eles são a única fonte de eletricidade, já que os desastres provocaram cortes de luz e de comunicações. As autoridades continuam os trabalhos de busca e resgate de sobreviventes e vítimas, enquanto técnicos trabalham para restabelecer os serviços básicos e o fornecimento de energia.

O Ministério da Saúde se encarrega de fornecer profissionais e material médico essa região, onde fazem falta especialistas em ortopedia, cirurgiões gerais, neurocirurgiões, anestesistas e enfermeiros.

O aeroporto de Palu reabriu no domingo (30) para voos comerciais, mas as autoridades avisaram que a prioridade será a ajuda humanitária.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 UE destina 1,5 milhão de euros à Indonésia após terremoto
2 Terremoto de 7,5 graus sacode ilha de Célebes, na Indonésia
3 Jovem indonésio sobrevive após 49 dias à deriva no mar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.