Indonésia fecha ilha para preservar dragões-de-komodo

Réptil está ameaçado de extinção e ínsula é habitat natural

Camille Dornelles - 19/07/2019 12h32

Dragão-de-komodo Foto: Wikimedia

O governo da Indonésia anunciou, nesta sexta-feira (19), que irá fechar a ilha de Komodo para visitas a partir de 2020. O país quer preservar a espécie ameaçada de extinção do dragão-de-komodo. A ilha é o habitat natural do réptil.

A secretária regional da província de Sonda Oriental, Marius Ardu Jelamu, defendeu a decisão.

– Queremos fechá-la para conservá-la. Vamos voltar a pensar na ilha para que se transforme em uma área de conservação de categoria mundial – afirmou.

Ela também esclareceu que a espécie fica mais inquieta com a presença de turistas no local.

– (Os turistas) provocam a agressividade dos dragões-de-komodo e houve muitos casos nos quais foram mordidos pelos animais – apontou.

Alguns dos residentes da ilha de Komodo se opõem à decisão do governo provincial, que prevê realojar fora da ilha parte da sua população, já que consideram que lhes privará do seu sustento.

O Parque Nacional de Komodo é uma área declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco onde habitam mais de 5 mil destes lagartos, os maiores do mundo com até três metros de comprimento e classificados como vulneráveis pela União Internacional para Conservação da Natureza.

*Com informações da Agência EFE

LEIA TAMBÉM+ Tigre invade casa e tira "cochilo" na cama de morador
+ Vídeo de cachorro destruindo quarto viraliza e gera piadas
+ Cachorrinha auxilia terapia de crianças com câncer no Inca


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo