Leia também:
X Erupção de vulcão destrói 500 casas e deixa 15 mortos no Congo

Índia ultrapassa marca dos 300 mil mortos por coronavírus

País enfrenta crise provocada por uma nova onda da doença

Pleno.News - 24/05/2021 10h46 | atualizado em 24/05/2021 11h01

Índia ultrapassa marca dos 300 mil mortos por covid-19
Nas duas últimas semanas, 50 mil pessoas perderam a vida devido à doença Foto: EFE/EPA | Divyakant Solanki

A Índia superou, nesta segunda-feira (24), a marca de 300 mil mortes por Covid-19, tornando-se o terceiro país a atingir este número, depois dos Estados Unidos e do Brasil. A Índia enfrenta uma grave crise provocada por uma nova onda da doença, que, além de milhares de mortos, deixa o sistema de saúde em colapso.

De acordo com os dados oficiais apresentados pelo Ministério da Saúde nesta segunda, já são 303.720 mortos na Índia. Apenas nas duas últimas semanas, 50 mil pessoas perderam a vida devido à doença, enquanto o número de contágios chegou a 26,7 milhões desde o início da pandemia.

Só nesta segunda-feira foram registradas 4.454 mortes, o segundo maior índice diário, após o recorde de 4.529 óbitos na quarta-feira da semana passada (19). O relatório também registra cerca de 220 mil novos casos de Covid-19 – uma grande queda em relação ao pico de mais de 414 mil, no início de maio.

O contágio pelo coronavírus diminuiu em grandes cidades como Mumbai e Nova Délhi, à medida que leitos hospitalares foram sendo liberados, e a escassez de oxigênio diminuiu. Mas a disseminação da doença em áreas rurais, onde vive a maior parte da população de 1,3 bilhão de pessoas e onde há menos serviços de saúde, continua sendo uma preocupação. Pessoas no campo estão relatando mortes após sintomas semelhantes aos da Covid-19, sem nunca terem feito testes ou tratamento para o vírus.

Há duas semanas, corpos de possíveis vítimas de Covid-19 foram encontrados flutuando no rio Ganges e enterrados na areia da beira do rio. Desde então, centenas de corpos foram localizados, mas o mistério ainda não foi resolvido – nem se sabe quantos foram infectados com o coronavírus.

Muitos acreditam que as famílias recorreram a medidas extremas porque não podiam ter seus parentes cremados (o rito que custava cerca de US$ 70 no país disparou para US$ 400 desde o fim do mês passado), dizem os moradores, enquanto uma segunda onda do vírus atinge a Índia como um raio.

*Estadão com agências internacionais

Leia também1 Erupção de vulcão destrói 500 casas e deixa 15 mortos no Congo
2 Blinken: EUA continuarão dando a Israel 'meios para se defender'
3 Quatro estados brasileiros já têm casos suspeitos da cepa indiana
4 Estudo: Pfizer e AstraZeneca são efetivas contra variante indiana
5 Covid: Israel estuda se grávidas vacinadas imunizam os bebês

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.