Leia também:
X Bombardeios elevam temor em maior usina nuclear da Europa

Incêndio deixa ao menos 41 mortos e 14 feridos em igreja

Caso ocorreu, neste domingo, no Egito

Pleno.News - 14/08/2022 14h54 | atualizado em 15/08/2022 11h14

Incêndio deixa ao menos 41 mortos e 14 feridos em igreja, em Cairo Foto: EFE/EPA/KHALED KAMEL

Neste domingo (14), ao menos 41 pessoas morreram e outras 14 ficaram feridas em um incêndio ocorrido em uma igreja no Bairro de Imbaba, no sudoeste de Cairo. A informação foi divulgada pela Igreja Copta, por meio de seu perfil no Facebook.

– Fontes do Ministério da Saúde disseram que os mortos chegaram a 41 até agora, enquanto os feridos foram 14. Um grande incêndio ocorreu na Igreja do Mártir Abu Sefein, na zona de Imbaba, durante a missa desta manhã – informou a igreja.

Fontes disseram que, segundo investigações iniciais, o incêndio ocorreu na unidade de ar-condicionado do primeiro andar do edifício da igreja Foto: EFE/EPA/KHALED KAMEL

Até o momento, o Ministério da Saúde citou 55 casos transferidos para hospitais, sem detalhar um número de mortes.

Fontes dos serviços de segurança disseram à Agência EFE que, segundo investigações iniciais, o incêndio ocorreu na unidade de ar-condicionado do primeiro andar do edifício da igreja, que inclui várias salas. Uma falha elétrica causou a emissão de uma grande quantidade de fumaça que foi a principal causa de morte.

Segundo as mesmas fontes, entre os feridos estão dois oficiais egípcios e três membros da Defesa Civil.

Uma fonte do Ministério da Saúde afirmou que o número de óbitos aumentou após a morte de várias pessoas que estavam gravemente feridas.

O porta-voz do Ministério da Saúde, Hossam Abdelghaffar, comunicou que o primeiro alerta foi dado às 8h57 hora local (3h57 em Brasília) e a primeira ambulância chegou apenas dois minutos após o chamado.

O presidente do Egito, Abdelfatah al Sisi, ofereceu condolências às famílias das vítimas “inocentes”, em nota publicada no Facebook.

– Estou acompanhando de perto os acontecimentos do trágico incidente na igreja e ordenei a todos os aparelhos e instituições estatais relevantes que tomem todas as medidas necessárias e que lidem imediatamente com este incidente e seus efeitos, e prestem todos os cuidados médicos aos feridos – declarou o presidente egípcio.

*EFE

Leia também1 Bombardeios elevam temor em maior usina nuclear da Europa
2 Em crise com China, Taiwan recebe parlamentares dos EUA
3 OMS busca novo nome para varíola dos macacos por estigma
4 Bolsonaro minimiza operação do FBI contra Trump
5 Escritor Salman Rushdie pode perder um olho após atentado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.