Igreja Anglicana: Crianças não precisam seguir gêneros

Declaração foi enviada para 4,7 mil colégios da igreja e visa combater o Bullying

Pleno.News - 19/11/2017 14h56

Igreja Anglicana: Crianças não precisam seguir gêneros

A Igreja Anglicana, também conhecida como Igreja da Inglaterra (Church of England), afirmou que meninos e meninas podem utilizar as roupas que quiserem sem precisar se preocupar com estereótipos de gênero. A declaração está em uma diretriz enviada a escolas e visa combater o bullying. As informações foram dadas pela Reuters.

De acordo com a igreja, colégios deveriam ser um local seguro e o comportamento das crianças não deveria ser classificado como problema por não se orientar a classificações de gênero. O documento foi enviado para 4,7 mil escolas, com cerca de 1 milhão de alunos.

O Arcebispo de Cantuária (Archbishop of Canterbury), Justin Welby, líder da Igreja da Inglaterra, afirma, na diretriz, que “todo bullying, incluindo o homofóbico e o transfóbico, causam danos profundos, levando a altos níveis de problemas mentais, depressão e suicídio”. Ele também diz que o documento visa “ajudar as escolas a oferecer a mensagem do Cristianismo de amor, alegria e celebração da humanidade sem exceção ou exclusão”.

Ainda segundo a Reuters, a comunidade Anglicana, enfrenta uma crise interna devido à diferença de ideias sobre sexualidade e gênero entre membros liberais da igreja e membros conservadores. A Igreja possui 85 milhões de membros pelo mundo, e é a principal denominação cristã na Inglaterra.

LEIA TAMBÉM
+ Leilão de retrato de Cristo feito por da Vinci bate recorde
+ Papa Francisco leiloa carro e ajuda cristãos no Iraque