CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Jovem morre eletrocutada ao usar celular em banheira

Grifes chinesas cancelam desfiles devido ao coronavírus

Masha Ma, Shiatzy Chen e Uma Wang, entre outras, não poderão apresentar suas coleções em Paris

Pleno.News - 13/02/2020 20h54 | atualizado em 13/02/2020 21h18

Modelos da grife Shiatzy Chen Foto: Reprodução/SHIATZY CHEN

Seis grifes chinesas cancelaram sua participação na semana de moda de Paris, que terá início no próximo dia 24, devido à expansão do novo coronavírus. A informação foi divulgada pela Federação de Alta Costura e Moda (FHCM, sigla em francês), na terça-feira (11).

– Masha Ma, Shiatzy Chen, Uma Wang, Jarel Zhan, Calvin Luo e Maison Mai não poderão apresentar suas coleções em Paris durante a próxima semana de moda – disse um porta-voz da FHCM à Agência Efe.

As seis marcas têm seus escritórios em Xangai, Taiwan e outras regiões da China continental.

A Federação agora está trabalhando com eles para oferecer suas plataformas de comunicação para que “possam compartilhar durante esse período, na França e no exterior, o trabalho que esperavam apresentar”, acrescentou a fonte.

– Acreditamos ser a decisão mais apropriada após profunda reflexão e consideração. Vamos nos concentrar em um novo formato para comunicar a apresentação de nossa nova coleção – disse o CEO da grife Shiatzy Chen, Harry Wang, em comunicado.

A Shiatzy Chen, conhecida por combinar o estilo oriental e ocidental na passarela e por vestir atrizes como Eva Longoria, Jessica Alba e a cantora Lady Gaga, anunciou individualmente o seu cancelamento.

Os desfiles dessas marcas já haviam sido incluídos no calendário oficial da FHCM para apresentar suas coleções outono-inverno 2021 na semana de moda prêt-à-porter, realizada em Paris, de 24 deste mês até o dia 3 de março.

As mortes pelo novo coronavírus ultrapassam mil depois de atingir um recorde diário ontem com 108 mortes. Além disso, existem mais de 42 mil pessoas infectadas e as principais cidades da China estão praticamente paralisadas enquanto os cientistas estudam o vírus.

Em Nova York, Londres e Milão, os organizadores das semanas de moda que ocorrem este mês também anunciaram que mais de 100 compradores e estilistas chineses, o principal cliente de luxo do mundo, não comparecerão às passarelas em nesta edição.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Oscar 2020: Confira os looks do tapete vermelho
2 Barbie lança novas bonecas inclusivas
3 All jeans: Saiba como apostar nessa tendência atemporal
4 Moda teme avanço de vírus chinês por impacto em vendas

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo