Leia também:
X Conselheiros de Biden visitarão Colômbia, Argentina e Uruguai

Governo chinês distribui cesta de ovos para quem se vacinar

Autoridades têm buscado meios inusitados de incentivar a imunização contra a Covid-19

Thamirys Andrade - 10/04/2021 18h45 | atualizado em 10/04/2021 19h08

ovos amontoados em cesta
Bairros da capital decidiram entregar cestas de ovos para os vacinados acima dos 60 anos [Imagem Ilustrativa] Foto: Natalie Rhea | Unsplash
A China tem usado artifícios inusitados para driblar a falta de procura de parte da população pelas vacinas contra a Covid-19. Enquanto bairros de Pequim oferecem vouchers de compra, ou ingressos para visitar o templo budista Yonghe, outros decidiram entregar cestas de ovos para os vacinados acima dos 60 anos.

Primeiro país afetado pela pandemia de coronavírus, a nação administrou até agora 140 milhões de doses, o que, apesar de ser muito para outros países, representa apenas 10% da população chinesa. A ideia das autoridades é vacinar ao menos 40% do povo até junho de 2021.

Denúncias de frascos adulterados e vacinas falsas, além da falta de transparência em alguns ensaios clínicos, podem estar despertando desconfiança na população. A ausência de novas restrições, uma vez que não há notificações de muitos novos casos no país, também podem dar a impressão de que a vacinação não é urgente.

No centro de Pequim, uma medida visual foi adotada para frisar a importância da imunização. Painéis em cores nas fachadas dos edifícios informam a quantidade de residentes ou funcionários que foram vacinados contra o vírus. A cor verde corresponde a 80% dos frequentadores imunizados, enquanto o amarelo indica taxa 40% e 80%, e o vermelho aponta um índice inferior a 40%.

Leia também1 Loja nos EUA oferece rosquinhas grátis a quem se vacinar
2 São Paulo começa a vacinar profissionais da educação
3 Mesmo com vacina e lockdown, Chile vê Covid-19 disparar
4 Filas por alimentos dificultam combate à pandemia em Cuba
5 OMS diz que Brasil vive "inferno furioso de surto" de Covid-19

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.