Leia também:
X Renan Calheiros rebate críticas de Lira sobre o relatório da CPI

Flórida processa governo Biden por imposição de vacinação

Governador disse que a ordem federal é "ilegal" e uma "extralimitação" de poder

Pleno.News - 29/10/2021 09h26 | atualizado em 29/10/2021 09h36

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos EFE / EPA / Chris Kleponis / POOL

O governo da Flórida anunciou nesta quinta-feira (28) que entrou com uma ação judicial contra o governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, por obrigar que todos os funcionários e terceirizados do governo federal sejam vacinados contra a Covid-19 até 8 de dezembro.

Em entrevista coletiva, o governador do estado, o republicano Ron DeSantis, disse que a ordem federal é “ilegal” e uma “extralimitação” de seus poderes.

– O que Biden está fazendo é inconstitucional – declarou DeSantis.

O governador da Flórida classificou a medida como “uma escolha pessoal” que colocou em risco o emprego de milhares de pessoas.

– O governo federal está ultrapassando seus poderes, e é importante que tomemos uma posição, porque nós, na Flórida, acreditamos que estas são escolhas baseadas em circunstâncias individuais – afirmou DeSantis, que, por ordem executiva, proibiu as empresas do estado de exigir provas de vacinação.

O processo, também anunciado pela procuradora-geral do estado, Ashley Moody, foi divulgado depois que 21 procuradores estaduais e republicanos enviaram uma carta a Biden criticando a obrigatoriedade de vacinação para funcionários federais e terceirizados, o que poderia até afetar a cadeia de fornecimento.

O processo é um novo capítulo no impasse em curso entre o governo federal e DeSantis, que também proibiu a imposição do uso de máscaras nas escolas como medida preventiva e deixou a palavra final sobre o assunto para os pais.

Dias atrás, DeSantis prometeu assinar uma medida oferecendo um bônus de US$ 5 mil a policiais de outros estados que estiverem em risco de perder o emprego por causa da obrigação de se vacinarem.

A vacinação contra a Covid-19 é obrigatória para policiais e funcionários públicos em cidades como Nova York e Chicago, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC).

Ainda segundo o CDC, a Flórida acumula 3.635.103 casos de Covid-19 e 58.803 mortes associadas à pandemia desde março de 2020. O estado está em terceiro lugar entre os que mais tiveram óbitos e contágios pela doença nos EUA.

Entretanto, a Flórida registrou 15.314 novos casos na semana de 15 a 21 de outubro, o menor número semanal desde meados de junho, e chegou à oitava semana consecutiva de declínio em contágios.

*EFE

Leia também1 Vaticano cancela transmissão do encontro entre papa e Joe Biden
2 Nicolás Maduro chama Jair Bolsonaro de 'imbecil' e 'palhaço'
3 Consulados dos EUA retomarão entrevistas para vistos
4 Guaidó agradece a Bolsonaro por operação que acolhe migrantes
5 EUA emitem 1° passaporte com pessoas não binárias: 'Gênero X'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.