Famoso assassino, Charles Manson morre nos EUA

Ele cumpria pena de prisão perpétua por liderar seita que assassinou pelo menos sete pessoas

Pleno.News - 20/11/2017 12h32

Morre Charles Manson, famoso criminoso dos EUA Foto: EFE

Morreu, na noite deste domingo (19), Charles Manson, assassino em série famoso nos Estados Unidos. Ele era líder de uma seita responsável pelo assassinato da atriz Sharon Tate, em 1969, além de pelo menos outras seis pessoas. Criminoso tinha 83 anos e estava no hospital de Bakersfield, na Califórnia.

Manson foi o responsável por fundar a seita chamada A Família, uma comunidade hippie. A seus seguidores, ele afirmava que haveria uma guerra racial nos Estados Unidos e planejou os assassinatos na tentativa de acelerar o confronto ao atribuí-los a grupos que lutavam pelos direitos dos negros.

A época de sua morte, Sharon Tate estava grávida de oito meses do diretor de cinema Roman Polanski. Ela foi assinada com 16 facadas.

Ele havia sido condenado à pena de morte em 1971, mas, após o estado da Califórnia abolir a pena, teve a sentença alterada para prisão perpétua. Foi na prisão que Charles Mason resolveu tatuar uma suástica na testa.

LEIA TAMBÉM
+ Brasileira é morta por engano por policiais em Portugal
+ Atirador mata quatro e fere crianças em escola nos EUA