Leia também:
X Argentina reconhece “escassez específica” de produtos

Ex-trans se arrepende e critica transição de gênero em crianças

Chloe Cole afirma que era muito nova para entender as decisões médicas que estava tomando

Pleno.News - 14/07/2022 17h15 | atualizado em 14/07/2022 18h41

À esquerda, Chloe Cole após a transição sexual; à direita, Chloe atualmente, de volta ao gênero feminino Fotos: Reprodução / Youtube / Fox News

Uma adolescente de 17 anos que se identifica como ex-transexual contou sua experiência de vida e fez um apelo durante audiência no Parlamento da Flórida, nos Estados Unidos, na última sexta-feira (8). Nascida com sexo biológico feminino, Chloe Cole, realizou a transição hormonal aos 13 anos visando se tornar homem e removeu os seios aos 15. Hoje com 17 anos, a jovem conta ter se arrependido e defende que crianças e adolescentes ainda não possuem maturidade suficiente para tomar decisões irreversíveis sobre seus corpos.

Chloe foi ouvida na casa legislativa estadual durante audiência sobre um projeto de lei que visa restringir o programa Florida Medicaid, da Casa Branca. Se aprovada, a regra impediria o Estado de financiar remédios, cirurgias ou “qualquer procedimento que altere as características sexuais primárias ou secundárias” para tratar a “disforia de gênero”.

Durante seu depoimento, Chloe contou que tomou testosterona e remédios para bloquear a puberdade, além de passar pela cirurgia de remoção de seios, quando ainda não era capaz de compreender plenamente as consequências de suas decisões.

– Eu realmente não entendia todas as ramificações de nenhuma das decisões médicas que estava tomando. Eu não era capaz de entender – frisou.

Chloe relata que se arrependeu ao concluir que talvez nunca pudesse amamentar seus filhos.

– Não sei se serei capaz de carregar totalmente uma criança, e posso estar em risco aumentado para certos tipos de câncer, principalmente câncer cervical. E porque eu não tenho meus seios, não sou capaz de amamentar os futuros filhos que eu tiver. Essa percepção, na verdade, foi uma das maiores coisas que me levou a perceber que esse não era o caminho que eu deveria ter seguido – assinalou.

A adolescente finalizou fazendo um apelo aos pais para que não façam a mudança sexual em seus filhos menores de idade. Em sua avaliação, tal decisão só deveria ser tomada pelos pacientes quando eles já forem adultos.

– Nenhuma criança deveria ter que experimentar o que eu vivi. Pais, não façam a transição de seus filhos – pediu Chloe.

Leia também1 Emmanuel Macron faz alerta sobre corte total de gás russo
2 Primeiro-ministro da Itália diz que vai renunciar ao cargo
3 Biden fala em integração de Israel com Oriente Médio
4 Argentina reconhece "escassez específica" de produtos
5 Polícia queima 1,5 tonelada de maconha e fumaça invade casas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.