Leia também:
X Filho do dono da Samsung é condenado por corrupção

Ex-premiê tailandesa foge e é condenada à prisão

Yingluck Shinawatra foi condenada a dois anos e pode pegar mais dez por negligência

Camille Dornelles - 25/08/2017 10h57 | atualizado em 25/08/2017 11h10

Yingluck Shinawatra, ex-premiê tailandesa, esperava julgamento de crime de negligência, mas não compareceu ao tribunal Foto: UN Genebra/Jean-Marc Ferré

Nesta sexta-feira (25) a ex-primeira ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, foi condenada a dois anos de prisão por não ter comparecido ao tribunal. Ela é acusada de negligência por prejuízos e corrupção ocorridos com subsídios de produtores de arroz no país.

O caso corre desde fevereiro de 2015 e o veredito seria apresentado nesta sexta, mas a ex-premiê não compareceu. A defesa de Yingluck alega que o motivo foi doença, mas a responsável pelo partido político da ministra revelou que ela fugiu, em depoimento à rede americana CNN.

A fuga resultou numa condenação imediata de dois anos de reclusão, que ainda podem ser somados a outros dez, como sentença pelo crime original.

O irmão de Yingluck, Thaksin, também foi primeiro-ministro da Tailândia e fugiu após cometer crime de corrupção em 2008. A força militar tailandesa aumentou vigilância das fronteiras e a ex-premiê encontra-se foragida.

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.