Leia também:
X Estados Unidos sancionam membros do governo chinês

Ex-boxeadora brasileira é presa suspeita de matar o marido

Caso aconteceu na Suíça

Ana Luiza Menezes - 04/12/2020 21h19

Na Suíça, ex-boxeadora brasileira é presa suspeita de matar o marido Foto: Reprodução

Nesta semana, a ex-boxeadora brasileira Viviane Obenauf, de 34 anos, foi presa suspeita de ter espancado o marido até a morte. O caso aconteceu na Suíça.

A mídia local informou que Viviane deve ficar sob custódia por até três meses. O marido dela tinha 61 anos e foi identificado como Thomas F.. Os dois tinham se casado em janeiro deste ano.

Segundo o portal UOL, o sobrenome da vítima não foi divulgado em razão da proteção da lei suíça. A polícia revelou que Thomas morreu por conta de ferimentos graves provocados por um objeto contundente e uma “agressão violenta sustentada”.

Os agentes vistoriaram a academia de Viviane e também o imóvel onde o casal vivia, situado na parte de cima do restaurante Des Alpes cujo dono era Thomas. Flores e velas foram deixadas em frente ao restaurante, como forma de homenagem ao homem. Os gerentes do local ainda não sabem quando reabrirão e, por isso, os demais funcionários estão de licença.

O jornal suíço Blick informou que Viviane já tinha sido presa, uma vez, em Londres, na Inglaterra, após socar um homem que tentou pegar em seus glúteos. O caso aconteceu em 2016, quando a brasileira passou algumas horas na delegacia.

Viviane nasceu no Rio de Janeiro e teve passagem por outros esportes, como futebol e ginástica olímpica, antes de virar boxeadora quando tinha 18 anos. No ano passado, ela se aposentou dos ringues.

EX-NAMORADO FALA EM HISTÓRICO DE VIOLÊNCIA
Um ex-namorado da brasileira, identificado como Andreas H., disse ao jornal Blick que ela era violenta.

– Viviane tinha muito ciúme e fazia drama – disse ele.

Andreas afirmou ainda que já foi agredido por Viviane, no tempo em que os dois estavam juntos. A brasileira teria socado o rosto do ex-namorado “cerca de três ou quatro vezes”.

– Eu queria que ela perdesse a licença de boxe. Era perigoso, e eu me perguntei: O que vai acontecer com o próximo? – contou ele.

Leia também1 Câmara dos EUA vota e aprova descriminalização da maconha
2 Mais um monólito misterioso aparece nos Estados Unidos
3 Por audiência, youtuber faz live em que mata namorada grávida
4 Chefe dá carro para funcionário que andava por 1h até o trabalho
5 Crise humanitária em 2021 será a pior desde 2ª Guerra, diz ONU

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.