Leia também:
X Amigo íntimo de Brad Pitt mata esposa e comete suicídio

EUA: Grupo armado protesta contra morte de mulher negra

Milícia negra marchou com fuzis e espingardas semiautomáticas

Gabriela Doria - 26/07/2020 11h35 | atualizado em 26/07/2020 13h30

Grupo paramilitar armado marchou em protesto à morte de mulher negra Foto: Reprodução/Daily Mail UK

Um grupo de manifestantes negros fortemente armados realizou um protesto contra a morte de uma mulher negra, na cidade de Louisville, no Kentucky, nos Estados Unidos. A técnica de medicina Breonna Taylor, de 26 anos, foi morta em março deste ano por policiais que invadiram seu apartamento.

O protesto teve dezenas de pessoas vestidas com uniformes paramilitares, armadas com fuzis e espingardas semiautomáticas. Elas caminharam em direção a um grupo menor de pessoas que se manifestavam contra o movimento. A polícia precisou separar os grupos para evitar um conflito. Ainda assim, três manifestantes negros ficaram feridos após uma arma ser descarregada acidentalmente.

Denominado NFAC (Not Fucking Around Coalition), a milícia negra nega qualquer relação com o movimento Black Lives Matter e o partido Pantera Negra. O líder do grupo, John “Grandmaster Jay” Johson, exige que as investigações sobre a morte de Breonna sem mais ágeis e transparentes.

– Se vocês não falam nada, pensamos que não estão fazendo nada – disse o líder em um discurso.

Até o momento, apenas um policial envolvido na morte da mulher foi demitido. Outros dois policiais foram remanejados para funções burocráticas. Nenhum deles foi denunciado.

Apesar de desvincular o grupo do movimento Black Lives Matter, o NFAC tornou-se conhecido no dia 4 de julho, Dia da Independência dos EUA. Na ocasião, a milícia se reuniu em um famoso parque em Atlanta, na Georgia, para exigir a derrubada de uma escultura de pedra que representa líderes escravagistas.

Outro pauta defendida pelo grupo é a 2ª emenda da Constituição americana, que trata do direito à autodefesa à posse de armas.

Leia também1 Camargo chama Black Lives Matter de 'lixo esquerdopata'
2 Igreja Universal acusa Black Lives Matter de oportunismo
3 Estátua ilegal do Black Lives é removida por cidade inglesa
4 CNN quer remoção de termos e palavras "racistas' do idioma
5 Grupo antirracismo agride cristãos na porta da igreja

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.