Leia também:
X EUA expulsam diplomata de embaixada da Rússia no país

EUA enviam mais 7 mil soldados para a Alemanha

Militares estarão disponíveis para países da Otan

Pleno.News - 24/02/2022 19h17 | atualizado em 25/02/2022 10h16

EUA enviaram mais 7 mil soldados para a Alemanha Foto: EFE/EPA/Gatis Indrevics

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ordenou nesta quinta-feira (24) que sete mil soldados americanos fossem enviados à Alemanha, para reforçar a Otan, na Europa, após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

– Autorizei o envio de forças adicionais dos Estados Unidos para a Alemanha como parte da resposta da Otan – disse Biden durante uma entrevista coletiva na Casa Branca.

Posteriormente, o Pentágono especificou que cerca de sete mil membros da brigada de combate dos EUA serão mobilizados nos próximos dias na Alemanha, “para tranquilizar os aliados da Aliança Atlântica e dissuadir a agressão russa”.

Durante seu discurso na Casa Branca, Biden enfatizou que as forças americanas na Europa não pisarão na Ucrânia, país que não faz parte da Aliança Atlântica, e que seu objetivo é “defender” os aliados da Otan.

– Os Estados Unidos defenderão cada centímetro do território da Otan com todas as suas forças – destacou.

ADVERTÊNCIA A PUTIN
A esse respeito, Biden advertiu a Rússia que um ataque contra qualquer membro da Aliança significaria “um ataque contra todos”, conforme estabelecido pelo Tratado de Washington, pedra angular da Aliança Atlântica.

O presidente americano afirmou ainda que está em contato com o secretário de Defesa, Lloyd Austin, para preparar “movimentos adicionais, caso sejam necessários, para apoiar” a aliança militar.

Esse novo destacamento se soma aos 6,8 mil soldados recentemente enviados pelos Estados Unidos temporariamente para a Europa (em países do lado leste da Otan, como Romênia, Alemanha e Polônia), para responder à crise na Ucrânia.

Essas tropas se somam aos mais de 80 mil soldados americanos que estão no continente europeu em missões permanentes ou rotativas.

Além de enviar esses soldados, os EUA têm em seu território 8,5 mil soldados em “alerta elevado”, que estão prontos para serem mobilizados e que, em caso de uma convocação, atuariam sob o comando da Otan.

*EFE

Leia também1 Ex-BBB tenta explicar conflito Rússia x Ucrânia e é criticada na web
2 EUA expulsam diplomata de embaixada da Rússia no país
3 "Haverá uma nova Europa após a invasão de hoje", garante Otan
4 Putin diz que Rússia está preparada para novas sanções
5 Biden anuncia a maior sanção econômica já vista na história

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.