Leia também:
X Autoridades dos EUA fazem nova viagem à Venezuela

Empresas custearão viagens para abortos nos EUA

Meta e Netflix estão entre empresas que se manifestaram

Pleno.News - 28/06/2022 21h42 | atualizado em 29/06/2022 09h54

Empresas custearão viagens de funcionários para abortos nos EUA Foto: Pixabay

Na última sexta-feira (24), a Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou, por seis votos a três, a regra que liberava o direito ao aborto legal no país. A medida reverte a histórica decisão Roe versus Wade, de 1973, e determina que, a partir de agora, não há mais um direito constitucional federal ao aborto no território norte-americano.

Após a decisão, empresas como Netflix, Paramount, Disney, Warner Bros., Discovery, Sony e Meta anunciaram que irão custear viagens de funcionários que desejem realizar abortos nos Estados Unidos, segundo o site Omelete.

De acordo com a revista Variety, as companhias disseram que querem manter o acesso aos cuidados necessários para seus funcionários. Depois da decisão que derrubou o acesso ao chamado aborto legal, 13 estados americanos se posicionaram em direção ao banimento e pelo menos nove pretendem criminalizar o aborto.

Por meio de um email enviado ao site da NBC, o porta-voz da Meta, Andy Stone, falou sobre a iniciativa da empresa.

– Pretendemos oferecer reembolsos de despesas de viagem, na medida permitida por lei, para funcionários que precisarão deles para acessar serviços de saúde reprodutivos de fora do estado. Estamos no processo de avaliar a melhor forma de fazê-lo, dadas as complexidades envolvidas – apontou.

Uma lista divulgada pelo jornal O Globo mostra algumas empresas que acenaram ajuda para funcionários que queiram abortar. Entre elas estão Warner Bros., Condé Nast, BuzzFeed, Amazon, Goldman Sachs, Snap, Macy’s, Intuit, Dick’s Sporting Goods, Starbucks, Tesla, Yelp, Airbnb, Netflix, J.P. Morgan, Lyft, Google, Microsoft, Paramount, Citigroup.

Leia também1 Secretário da saúde: “Matar bebês na barriga não é normal”
2 Mais de 35 mil crianças de até 13 anos foram estupradas em 2021
3 Damares cita brasileiros que assinaram petição contra aborto
4 Klara Castanho: Coren-SP apura suposto vazamento de dados
5 Padre de SC exorta fieis que apoiam aborto: "Pecado mortal"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.