Leia também:
X Mulher filmada durante o banho processa hotel nos EUA

EUA: Detenções de imigrantes batem recorde em novembro

Milhares de militares estão posicionados na fronteira para evitar entrada de ilegais

Jade Nunes - 07/12/2018 08h00

Fronteira do México com os EUA Foto: EFE/Rafael Salido

As detenções de imigrantes ilegais na fronteira entre Estados Unidos e México aumentaram em novembro deste ano para 51.856 pessoas, um novo recorde desde que Donald Trump assumiu a presidência americana em janeiro de 2017, informaram nesta quinta-feira (6) as autoridades.

Este número representa um aumento a respeito de outubro quando se bateu o recorde de detenções na fronteira sul americana na era Trump, com 51.001 imigrantes irregulares detidos, segundo dados do Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP, em inglês).

Entre os detidos durante o mês de novembro havia pelo menos 25.172 membros de famílias e 5.283 menores não acompanhados. Em outubro houve 23.115 integrantes de unidades familiares e 4.982 crianças e adolescentes que viajavam sozinhos.

A porta-voz do Departamento de Segurança Nacional (DHS, em inglês), Katie Waldman, disse em comunicado que “os números da fronteira de novembro de 2018 são o resultado previsível de um sistema de imigração quebrado – incluindo ordens judiciais defeituosas – que usurpa a vontade do povo americano que pediu repetidamente por fronteiras seguras”.

– Para abordar a crise óbvia na nossa fronteira, o presidente acionou recentemente o exército e assinou uma nova medida que, junto a uma regulação conjunta com o Departamento de Justiça, faz com que os que cruzam a fronteira ilegalmente não sejam aptos para receber asilo – indicou Waldman.

De acordo com os últimos dados divulgados pelo Pentágono, 5.600 militares dos EUA estão posicionados neste momento nos estados do Texas (2.400), Arizona (1.400) e da Califórnia (1.800) para enfrentar a chegada de caravanas de imigrantes à fronteira.

Há dois dias, o Departamento de Defesa dos EUA aprovou a prorrogação até 31 de janeiro da missão das tropas enviadas à fronteira com o México, como tinha solicitado o DHS.

No último dia 9 de novembro, Trump assinou uma ordem que faz com que aqueles imigrantes que entrem nos EUA pela fronteira com o México de forma irregular não tenham opção de pedir asilo; mas a medida foi paralisada de forma temporária por um juiz.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Mulher filmada durante o banho processa hotel nos EUA
2 Paris: Torre Eiffel e Louvre serão fechados no sábado
3 Maduro anuncia investimento da Rússia na Venezuela

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.