Leia também:
X Elton John fará show para Joe Biden na Casa Branca

EUA consideram convocação de Putin como “sinal de fraqueza”

País vê "fracasso" nas investidas da Rússia contra a Ucrânia

Thamirys Andrade - 21/09/2022 09h46 | atualizado em 21/09/2022 13h34

Vladimir Putin Foto: EFE/EPA/MIKHAIL KLIMENTYEV / SPUTNIK / KREMLIN POOL

A embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, Bridget Brink, classificou como “sinais de fraqueza” e como “fracasso” a convocação de referendos nos territórios ocupados pela Rússia e a mobilização parcial decretada nesta quarta-feira (21) pelo presidente russo, Vladimir Putin.

– Os falsos referendos e a mobilização são sinais da fraqueza e do fracasso da Rússia. Os Estados Unidos nunca reconhecerão as alegações da Rússia de supostamente anexar território ucraniano, e continuaremos a apoiar a Ucrânia pelo tempo que for necessário – escreveu a diplomata no Twitter.

Tanto o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, como o presidente do parlamento do país, Vyacheslav Volodin, apoiaram a realização dos referendos de anexação das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk, assim como dos territórios ocupados de Kherson e Zaporizhzhia.

Nesta quarta, Vladimir Putin decretou uma mobilização parcial, com a convocação de 300 mil reservistas, segundo detalhou posteriormente o ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu.

*EFE

Leia também1 Elton John fará show para Joe Biden na Casa Branca
2 Putin anuncia mobilização militar e cita potencial nuclear
3 Argentina apresenta pedido oficial para ingressar no Brics
4 ONU: Gustavo Petro pede fim de guerra 'irracional' contra drogas
5 Fernández reforça apoio a Lula: 'Deus queira que tudo corra bem'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.