Leia também:
X OMS busca novo nome para varíola dos macacos por estigma

Em crise com China, Taiwan recebe parlamentares dos EUA

Visita ocorre doze dias após a ida de Nancy Pelosi à ilha

Thamirys Andrade - 14/08/2022 11h15 | atualizado em 15/08/2022 13h03

Tsai Ing-wen, presidente de Taiwan Foto: EFE/ Jean Marc Herve Abelard

Neste domingo (14), um grupo de parlamentares dos Estados Unidos desembarcou no território de Taiwan. A delegação permanecerá na ilha por dois dias e se encontrará com a presidente Tsai Ing-wen. A visita ocorre em meio a um momento de tensão com a China, que realizou exercícios militares ao redor de Taiwan como forma de expressar insatisfação com a ida da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, à ilha, no início deste mês.

O grupo é formado por cinco congressistas e está sob a liderança do senador democrata Ed Markey, de Massachusetts.

A pauta do encontro será debater as relações entre EUA e Taiwan, investimentos, segurança, questões comerciais, entre outros temas. A reunião ocorrerá nesta segunda-feira (15).

– Especialmente em um momento em que a China está aumentando as tensões no Estreito de Taiwan e na região com exercícios militares, Markey liderando uma delegação para visitar Taiwan mais uma vez demonstra o firme apoio do Congresso dos Estados Unidos a Taiwan – disse o gabinete presidencial de Taiwan, por meio de comunicado.

A ida dos parlamentares acirra as tensões com a China, pois o gigante asiático considera a ilha como parte de seu território, e repudia qualquer reconhecimento de independência a Taiwan.

Leia também1 PM que matou Leandro Lo foi a boate e ao motel após o crime
2 Justiça do Rio mantém prisão de filha roubou a própria mãe
3 Após decisão judicial, Guaranho dá entrada em penitenciária
4 Morre americano baleado em tiroteio na Zona Norte do Rio
5 Homem que matou Bárbara era investigado por crime similar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.