Leia também:
X Argentina aumenta preço de combustíveis em 9%

Elizabeth II não fará discurso do trono, e Charles irá substituí-la

Rainha está enfrentando problemas de mobilidade

Thamirys Andrade - 09/05/2022 16h52 | atualizado em 09/05/2022 17h27

Elizabeth II não fará discurso do trono, e Charles irá substituí-la
Rainha Elizabeth II ao lado de seu filho, príncipe Charles, herdeiro do trono Foto: EFE/EPA/STR

Enfrentando problemas de mobilidade, a rainha Elizabeth II, de 96 anos, não irá à Cerimônia de Abertura do Parlamento pela primeira vez desde 1963. Segundo informou o Palácio de Buckingham em comunicado nesta segunda-feira (9), caberá ao príncipe Charles, herdeiro na linha de sucessão, comparecer ao evento e ler o tradicional discurso do trono diante dos parlamentares britânicos.

– A rainha continua a apresentar problemas episódicos de mobilidade, e após consultar seus médicos ela relutantemente decidiu que não vai comparecer à abertura dos trabalhos do Parlamento. A pedido de Sua Majestade, e com a anuência das autoridades, o príncipe de Gales [Charles] vai ler o discurso da rainha em seu nome, e o duque de Cambridge [príncipe William] também estará presente – diz o texto.

Durante seus 70 anos como monarca, essa será a terceira vez que Elizabeth II não estará na cerimônia. Sua ausência só ocorreu em 1959 e 1963, durante duas de suas gestações. Esta será a primeira vez que Charles irá discursar no evento, visto que, nas últimas faltas, essa função coube ao lorde chanceler da época.

A cerimônia ocorrerá nesta terça-feira (10) e reunirá os membros das Câmaras dos Comuns e dos Lordes, as duas casas do parlamento.

O estado de saúde da rainha tem despertado atenção desde outubro do ano passado. Na ocasião, a monarca passou a noite no hospital realizando exames. Após o corrido, os médicos a orientaram a repousar.

Acatando as recomendações dos profissionais de saúde, Elizabeth II cancelou sua participação em diversos eventos deste ano, participando de apenas um fora do palácio: a solenidade em honra ao aniversário de um ano da morte do príncipe Philip, seu parceiro por 74 anos.

Leia também1 Bombardeio em escola deixa dezenas de mortos na Ucrânia
2 Manifestantes jogam tinta em embaixador russo na Polônia
3 Estados Unidos anunciam novo pacote de sanções contra russos
4 Esposa de Joe Biden faz visita surpresa à Ucrânia
5 Talibã obriga mulheres afegãs a cobrir rosto e corpo em público

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.