Leia também:
X Após matéria, repórter da Time agradece a Boulos e Felipe Neto

Diretor da OMS diz que “acesso ao aborto seguro salva vidas”

Tedros Adhanom se manifestou por meio das redes sociais, nesta quarta-feira

Pleno.News - 04/05/2022 16h41 | atualizado em 04/05/2022 16h47

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial de Saúde Foto: EFE/ Salvatore Di Nolfi/Arquivo

Nesta quarta-feira (4), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, defendeu o direito ao aborto. Ele se manifestou após a Suprema Corte dos Estados Unidos ter votado, de forma privada, para derrubar o histórico caso Roe versus Wade, de 1973, que garantiu a legalização do aborto no país.

Segundo Tedros, “restringir o acesso ao aborto não reduz o número de procedimentos”. Ele afirmou ainda que “o acesso ao aborto seguro salva vidas”.

No entanto, o diretor da OMS não citou os EUA.

– Restringir o acesso ao aborto não reduz o número de procedimentos, apenas leva as mulheres e as meninas a realizarem procedimentos inseguros. O acesso ao aborto seguro salva vidas – escreveu ele, no Twitter.

Leia também1 Fúria de militantes pró-aborto explode ante o Supremo dos EUA
2 EUA: Amazon custeará viagens de funcionárias para aborto
3 Biden promete "resposta" caso Supremo revogue o aborto
4 EUA: Rascunho indica possível fim da legalização do aborto
5 EUA: Governador da Flórida assina lei que restringe o aborto

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.