Leia também:
X Família real ignora bodas de algodão de Harry e Meghan

Depressão de Meghan fez Harry reviver a morte da mãe, Lady Di

Duque de Sussex revela que sentia como se os acontecimentos se repetissem

Thamirys Andrade - 21/05/2021 16h50 | atualizado em 21/05/2021 17h07

Lady Di e os filhos harry e william
Lady Di ao lado dos filhos, Harry e William Foto: Divulgação

O príncipe Harry desabafou sobre os momentos difíceis que passou ao lado da esposa Meghan Markle, quando ela passou a ter pensamentos suicidas devido à exposição aos paparazzi, enquanto os dois estavam na realeza.

Em entrevista ao programa The Me You Can’t See, o duque de Sussex contou que o dilema o fez lembrar de tudo o que viveu com sua mãe, Lady Di, morta em acidente de carro no ano de 1997, enquanto fugia de fotógrafos.

– Quando penso em minha mãe, a primeira coisa que me vem à mente é sempre a mesma coisa: ela no carro, com cinto de segurança. Meu irmão [Príncipe William] no carro também, e ela dirigindo e sendo perseguida por três, quatro, cinco carros com paparazzi. Ela quase não conseguia dirigir por causa das lágrimas; não havia proteção. Um dos sentimentos que surgem é o desamparo. Ser jovem demais, ser um cara jovem demais para poder ajudar uma mulher, no caso, sua mãe. E isso aconteceu todos os dias até o dia em que ela morreu – contou Harry.

Na época, o príncipe tinha apenas 12 anos de idade e, hoje, conta que se sentia incapaz de ajudá-la. Após o início de sua história de amor com Meghan anos depois, Harry passou a sentir como se os acontecimentos se repetissem diante dos seus olhos.

– Nós somos seguidos, fotografados, perseguidos, assediados. O clique das câmeras e os flashes das câmeras fazem meu sangue ferver. Isso me deixa com raiva e me leva de volta ao que aconteceu com minha mãe e ao que eu passei quando era criança. E não estou falando apenas da mídia tradicional, mas também das plataformas de mídia social. Eu me senti completamente desamparado.

Harry revelou que uma dos fatores para Meghan não se entregar ao suicídio, foi toda a dor que o esposo havia passado com a perda da mãe.

– Ela estava completamente sã, mas, no silêncio da noite, esses pensamentos a perturbavam. A única coisa que a impedia de fazer isso [o suicídio] era o quão injusto seria para mim, depois de tudo o que tinha acontecido com minha mãe, ser colocado em uma posição de perder outra mulher em minha vida, com um bebê dentro dela, o nosso bebê.

Hoje, o duque e a duquesa de Sussex moram na Califórnia, nos Estados Unidos, com o filho Archie, de 2 anos, e um novo bebê a caminho. Os dois deixaram a realeza no início de 2020.

Leia também1 Família real ignora bodas de algodão de Harry e Meghan
2 Harry diz que nascer na realeza é como viver em um zoológico
3 Bisneto de rainha Elizabeth terá título real, porém italiano
4 Museu de cera retira Harry e Meghan da 'ala da realeza'
5 Veja 10 protocolos da monarquia "quebrados" por Meghan Markle

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.