Leia também:
X Prefeita anuncia que só dará entrevistas a jornalistas negros

Coronavírus: Índia pede que não chamem variante de ‘indiana’

Ministério da Saúde alega que a OMS não associa vírus a nomes de países

Monique Mello - 20/05/2021 13h23 | atualizado em 20/05/2021 15h06

Vacinação contra a Covid-19 na Índia Foto: EFE/EPA/FAROOQ KHAN

O Ministério da Saúde da Índia se opôs fortemente ao uso da expressão “variante indiana” para se referir à cepa B.1.617, uma variante do novo Coronavírus que foi identificada pela primeira vez no país asiático.

– Vários relatos da mídia cobriram as notícias da Organização Mundial da Saúde classificando a B.1.617 como uma variante de preocupação global. Em alguns desses relatórios, a cepa B.1.617 do Coronavírus foi chamada de “variante indiana” – disse o Ministério da Saúde indiano em um comunicado.

O argumento é de que a expressão não provém da OMS, que não identifica variantes associadas a países. Em 11 de maio, a OMS classificou a B.1.617 como uma cepa preocupante. Este rótulo indica que a variante identificada pode mostrar alto grau de transmissibilidade ou gravidade.

– Isso é para esclarecer que a OMS não associou… “variante indiana” à variante B.1.617 do Coronavírus em seu documento de 32 páginas. Na verdade, a palavra “indiana” não foi usada em seu relatório sobre o assunto – disse o comunicado da Índia, citando o relatório da OMS do dia 11.

O ministério acusa de “infundadas” as reportagens da mídia que utilizam o adjetivo. O perfil nas redes sociais do braço da OMS no Sudeste Asiático, enfatizou, no sábado (15), que a palavra “indiana” para classificar o vírus é errônea.

– A OMS não identifica vírus ou variantes com nomes de países nos quais eles são relatados pela primeira vez. Nós os referimos por seus nomes científicos e pedimos que todos façam o mesmo, para manter a consistência.

 

Leia também1 Maranhão registra primeiro caso da variante indiana no Brasil
2 Pazuello responsabiliza governo do AM por crise de oxigênio
3 Senado aprova projeto para facilitar importação de insumos
4 Gaza: Israel e Hamas confirmam negociações sobre cessar-fogo
5 Criança é internada sem duas unhas; suspeita é de maus-tratos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.